O fluxo de pacientes é fundamental para o funcionamento de uma clínica médica, independentemente dos serviços oferecidos. Diante a crescente concorrência no mercado, o marketing digital para clínicas representa uma estratégia de atração e fidelização valiosa para conquistar novos pacientes e reter os que já tiveram a oportunidade de se consultar.

Questões relacionadas à saúde estão entre os principais temas de buscas na internet e esse tem se tornado um espaço para aumentar a visibilidade e credibilidade de consultórios, clínicas e profissionais da saúde em geral, seja através das redes sociais, anúncios ou com conteúdos de teor informativo em blogs e sites.

Ainda existem as dúvidas de como estruturar estratégias mais assertivas e que sigam as regras de publicidade médica na área da saúde, possibilitando um melhor relacionamento com pacientes.

Afinal, como fazer marketing médico para clínicas e conquistar mais pacientes? Saiba agora.

Defina os objetivos e conheça o perfil do público-alvo 

Em qualquer estratégia de marketing digital, o primeiro passo é definir os objetivos que se pretende alcançar. Na área da saúde, o principal deles é criar autoridade e se tornar referência sobre assuntos de relevância para a sociedade.

Somado a isso, a atração e fidelização de pacientes está entre os objetivos do marketing digital médico. Neste caso, é preciso entender quem é o seu público através da elaboração de um perfil de cliente ideal para sua clinica, chamado de persona.

Este perfil tem como base as informações comuns entre os pacientes que você já tem (idade, gênero, localização, etc) e insights sobre o perfil, comportamento e hábitos de consumo sobre comportamento sobre aqueles que deseja conquistar.

Para elaborar a persona, é necessário fazer o levantamento de dados sobre gênero, faixa etária e de renda, localização, principais dúvidas e quais os motivos que os levam a optar pela clínica (preço, localização, etc), entre outras informações relevantes.

Com base nesses perfis, serão planejadas todas as estratégias que envolvem a produção de conteúdos, criação de anúncios e publicidade em geral para chegar até a persona.

Conheça a regulamentação de publicidade médica 

Outro ponto essencial para quem quer saber como fazer marketing médico para clínicas é o conhecimento sobre a regulamentação do Conselho Federal de Medicina sobre a Publicidade Médica e anúncios.

O CFM possui um Manual de Publicidade Médica baseado na Resolução nº 1.974/11 que orienta, dentre outros assuntos, sobre divulgação médica para assuntos de interesse na área de saúde, procedimentos e outras questões.

Este documento possui regras e restrições como a veiculação de fotos de pacientes antes e depois de procedimentos, fotos de equipamentos superiores aos oferecidos pela clínica, selfies em ambientes de trabalho ou consultório e até mesmo divulgação de preços e formas de pagamento em anúncios.

Sendo assim, as estratégias de marketing médico devem estar alinhadas a essas orientações e segui-las de forma irrestrita, a fim de evitar problemas que podem afetar a reputação da clínica - e seus profissionais - no mercado. Essas restrições, no entanto, não impedem que sejam veiculados conteúdos que prezam pela segurança, saúde e bem-estar de pacientes, seguindo os preceitos éticos da profissão.

Escolha os melhores canais para comunicação 

Os canais de comunicação funcionam como o meio pelo qual o paciente recebe as informações da clínica e seus profissionais. Avaliar qual é o melhor canal vai depender do valor pretendido para investimento em mídia e qual é o perfil da persona da clínica, entre outras variáveis.

Atualmente, os canais de marketing digital representam maior potencial de alcance e, principalmente, possibilidade de mensurar o engajamento que sempre faltou aos canais tradicionais.

Um exemplo que pode ser facilmente compreendido é o uso das redes sociais para marketing médico e aplicativos para troca de mensagens. O alcance e a interação com público no Facebook, Instagram e WhatsApp possibilitam um relacionamento mais próximo com pacientes e podem resultar, desde que realizados de forma estratégica, em um aumento na recorrência de procura pela clínica.

Invista no relacionamento com pacientes 

O relacionamento com pacientes é o foco de ações para fidelização e que podem resultar em recomendações de novos agendamentos. Além da qualidade no atendimento de orientação sobre os serviços prestados, o uso de estratégias combinadas a ferramentas de automação podem otimizar tempo e investimentos da sua clínica.

Existem diversos softwares específicos para gestão de clínicas que podem auxiliar neste ponto. O primeiro passo para colocar em prática será consolidar uma base de contatos com informações atualizadas. Neste caso, se ainda não foi feito, será necessário migrá-los da agenda física para o ambiente digital. 

 

As ferramentas para automação de marketing representam uma solução que ajuda no contato direto com pacientes e pode ser também aplicada ao dia a dia da clínica. Com elas, é possível implementar formulários para captura de leads, qualificá-los de acordo com os informações preenchidas sobre o perfil e diversas outras ações. 

Por meio da segmentação, de acordo com o perfil e também interesses desses potenciais pacientes, outras estratégias podem ser traçadas para gerar oportunidades de agendamento. Somado a isso, sua clínica pode oferecer conteúdos em formato de posts para blog, através de envio de emails automatizados e personalizados de acordo com as necessidades do público-alvo.

Esse fluxo de envio de informações ajuda com que a sua clínica consiga trazer audiência para o site e criar autoridade, credibilidade, dentre outros benefícios que resultarão no aumento de marcações na agenda.

Crie conteúdos informativos 

Como você viu até agora, o sucesso do marketing médico para clínicas está baseado no relacionamento através da conquista do engajamento e interação com pacientes. Uma boa estratégia para despertar interesse em agendar atendimentos na sua clínica e gerar engajamento no ambiente digital é a produção de conteúdos informativos e relevantes.

Mas, afinal, sobre quais assuntos esses conteúdos devem tratar? Basicamente, das respostas para as principais dúvidas dos seus pacientes. O Marketing de Conteúdo é uma estratégia que utiliza de publicações como textos, ebooks, vídeos e afins com objetivo de se posicionar como autoridade num segmento de especialidade e, assim, gerar novas oportunidades de venda.

Se a sua clínica oferece exames diagnósticos, pode produzir posts com temas relacionados às principais dúvidas sobre a realização de exames para disponibilizar no blog ou até mesmo enviar à sua lista de contatos. Desta forma, você ajuda as pessoas a esclarecerem seus questionamentos e, o mais importante, atrai atenção para a sua clínica.

Telemedicina e as oportunidades para o Marketing Digital 

Com a regulamentação da telemedicina em caráter emergencial aprovada no Brasil durante o período da pandemia pelo coronavírus, empresas e profissionais da saúde podem realizar diferentes modalidades de atendimento à distância. Apesar de não ser uma novidade, essa decisão abre precedentes para que no futuro a telemedicina, viabilizada por meio de plataformas digitais, amplie o relacionamento com pacientes através do ambiente digital.

Além dos recursos para realização de consultas, diagnósticos e monitoramento desses pacientes, o atendimento à distância via internet também demanda uma nova abordagem para o marketing digital para clínicas e consultórios médicos. 

Basicamente, para que o paciente possa acessar os serviços, será necessário contar com estratégias para destacar sua clínica diante à concorrência, não apenas pelo preço, mas outros benefícios. Na prática, é possível implementar campanhas para divulgação do serviços e conteúdos para orientação de quem busca por essa modalidade de atendimento.

Outro ponto que retoma  o relacionamento com aqueles que já são pacientes é a possibilidade de oferecer mais esse recurso para comodidade, tendo em vista todas as normas e regulamentações.

Agência, consultoria ou freela: quem contratar? 

Há muito trabalho a ser feito, independente de qual for o tipo de atendimento ou porte da sua clínica. De toda maneira, cuidar do marketing é uma tarefa que demanda investimento de tempo e dedicação para que as estratégias apresentem resultados alinhados às expectativas.

Existem empresas (agências e consultorias) e profissionais independentes (os freelancers) que oferecem este tipo de serviço e a escolha sobre qual perfil melhor atenderá sua clínica depende de fatores como a expertise no nicho, que pode ser comprovado com o portfólio  de clientes da área da saúde já atendidos, além de outros pontos que envolvem domínio sobre o marketing digital em si e de ferramentas.

Para você esclarecer suas dúvidas antes da contratação, vale à pena conferir este vídeo com orientações sobre o perfil de cada um desses prestadores de serviço.

Esses são alguns dos primeiros passos de como fazer marketing médico para clínicas. Ao longo do artigo, você deve ter percebido que o ambiente digital pode ser explorado nas suas estratégias de atração e fidelização de pacientes, além do relacionamento que pode trazer mais consultas e atendimentos com quem já está na sua base.

Complemente seu conhecimento com mais informações sobre o assunto baixando nosso e-book completo sobre Marketing Digital para Clínicas Médicas.

 

Douglas Gomes
Douglas Gomes
Douglas Gomes

Mineiro e Jornalista. Assistente de Marketing Digital e Redator de Conteúdo na Post Digital. Certificações em Produção de Conteúdo para Web, Inbound e Outbound Marketing, Sales e Google Ads e Analytics.