Há algum tempo, o Pulse nada mais era do que um ‘flipboard’ com as principais notícias vistas pelo usuário no dia: ele reunia as matérias, reportagens e demais fontes preferidas do indivíduo em um só lugar, cheio de cores e com um belo design. Porém, foi em 2013, com a compra do Pulse pelo LinkedIn – que pagou aproximadamente 90 milhões de dólares para ter o agregador de notícias – que ele ganhou uma interface muito mais prática e simples, organizando o fluxo de conteúdo agora originado das mais variadas fontes. Além disso, desde então o usuário também ganhou muito mais participação na rede, uma vez que ele pode optar por seguir alguns autores e/ou editores do LinkedIn.

Mas afinal, o que é LinkedIn Pulse?

LinkedIn Pulse nada mais é do que um aplicativo disponível para iOS e Android que tem como principal objetivo oferecer aos usuários do LinkedIn um 'leitor de notícias'. Sendo assim, ele é um programa capaz de transformar as atualizações do feed do seu perfil em um mosaico completamente interativo. Alguns exemplos de portais da internet que podem ser acompanhados pelo LinkedIn Pulse são o The New York Times e o CNN. Após definidos os canais que você quer seguir, todos eles ficarão disponíveis na parte de baixo do seu app. Quando clicar no ícone que se refere a ele, informações e notícias daquele portal ficarão disponíveis.

Por fim, todos os seus preferidos farão parte do mosaico, em que cada um dos quadradinhos representa uma matéria (com seu devido título e imagem).

Vantagens em utilizar o LinkedIn Pulse

Agora que você já sabe o que é LinkedIn Pulse, vamos analisar as vantagens e desvantages desse aplicativo? A principal vantagem do LinkedIn Pulse é que ele organiza, com base no último dia, as principais histórias que você gostou. Ele deixa aquele modelo de ‘lista cronológica’ de lado para se tornar uma verdadeira fonte de notícias.

Sendo assim, com ele você pode se manter atualizado sobre tudo – levando-se em consideração as categorias, portais e usuários que você decidir seguir. É assim que as informações na sua área ou segmento de atuação no mercado, por exemplo, serão constantes (e sempre atualizadas).

Desvantagens em utilizar o LinkedIn Pulse

Se por um lado o LinkedIn Pulse conta com uma interface agradável e intuitiva, certamente os seus contras também merecem ser ditos. Para começar, o LinkedIn Pulse só mostra as atualizações naquele formato em mosaico, o que com o passar do tempo, pode acabar dificultando e embaralhando a sua visão. Além disso, ele conta com apenas um tema, bem escuro (o que pode fazer com que você enjoe da interface).

Por que devo utilizá-lo no marketing de conteúdo?

Agora que você já sabe o que é LinkedIn Pulse, certamente deve estar pensando em incluí-lo como estratégia digital para o seu negócio. O LinkedIn Pulse pode ser uma ótima forma de descobrir o que o seu público-alvo quer saber. É graças a ele que você saberá quais são as principais notícias, reportagens e novidades em geral na área do mercado de trabalho em que você atua. Sendo assim, na hora de produzir conteúdo único, relevante e de qualidade para os seus clientes, você pode se basear nos assuntos que mais foram comentados nas últimas 24h, o que garante que você produza conteúdos atuais.

E depois de saber o que é LinkedIn Pulse e como você pode aplicá-lo em suas estratégias de marketing digital de conteúdo, o que você ainda está esperando para fazer a diferença graças a ele? Para saber mais sobre o Marketing de Conteúdo, baixe o nosso e-book gratuito 'Manual completo sobre Marketing de Conteúdo'.

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019