Muito se fala em estratégias no marketing digital. Como bem sabemos, mesmo com o avanço tecnológico e atualização de ferramentas, o relacionamento continua sendo decisivo para o sucesso de um estratégia de sucesso.

Um dos sinais mais claros é o amplo acesso e interação as redes sociais. Para empresas, esse canal de mídia representa as possibilidades de se conquistar novos negócios e espaços no mercado.

O grande volume de tráfego diário e as possibilidades de segmentação do público estão entre as principais vantagens para empresas que buscam conquistar visibilidade, autoridade e credibilidade no mercado utilizando as redes sociais como ferramenta, seja para criar uma base de contatos ou criar anúncios.

Cada uma delas oferece múltiplas funcionalidades que permitem com que se conquistem os objetivos dentro da estratégia. Para além da criação de uma base de seguidores, é preciso ter claro que a escolha da rede social ideal para sua empresa vai nortear quais caminhos seguir na criação de conteúdo e relacionamento com os seus diferentes tipos de público, sejam eles clientes, colaboradores e parceiros de negócios.

Para estratégias voltadas para relacionamento B2B, onde o network e a autoridade de mercado estão entre os pontos de maior atenção, o LinkedIn, caracteriza-se como uma ferramenta essencial para empresas e profissionais.

A rede social de perfis profissionais é hoje uma das principais referências do mundo corporativo. Antes, com foco no recrutamento e seleção para vagas de emprego, hoje o LinkedIn também se tornou uma importante ferramenta de negócios.

Nossa intenção com este material é que você entenda como funciona o LinkedIn, para que serve e, principalmente, como explorar cada um dos recursos alinhando às suas estratégias de marketing. Confira:

Afinal, o que é o LinkedIn?

Lançada em 2003, o LinkedIn é a maior rede social profissional do mundo. São mais de 560 milhões de usuários em 200 países. No Brasil, mais de 45 milhões de usuários e empresas em busca de novas conexões e novos negócios.

O Linkedin permite aos usuários criarem perfis e páginas corporativas e tem como missão conectar e permitir a profissionais do mundo todo aperfeiçoar sua produtividade. Em 2016, a empresa que tem como CEO Jeff Weiner foi adquirida pela Microsoft.

O principal diferencial do LinkedIn para outras redes sociais está no seu caráter mercadológico, tanto para quem está em busca de uma nova vaga, quanto para empresas e profissionais já estabelecidos.

As funcionalidades do LinkedIn permitem que sejam criados perfis e páginas com grande volume e profundidade de informações e que devem ser exploradas ao máximo. Isso porque são elas as principais responsáveis pela imagem do profissional ou empresa e facilitarão o aparecimento nos resultados de buscas.

Para que serve o LinkedIn?

Muitas empresas preferem a rede social como principal ferramenta para recrutamento e seleção de candidatos. No perfil profissional, é possível inserir a formação acadêmica, cursos de todos os tipos, licenças e certificações, competências, além de poder ser recomendado pela rede de contatos.

Assim como o Facebook, o formato timeline permite a publicação de textos, fotos, vídeos e links para as conexões ou seguidores. Com o crescimento da popularidade, os anúncios no LinkedIn também se tornaram uma grande fonte de investimento para empresas que desejam atingir o público da rede social.

Também com o aumento do engajamento, empresas de diferentes áreas e setores do mercado têm investido em Company Pages, o perfil empresarial do LinkedIn. Através das páginas, é possível publicar conteúdo personalizado para o público como artigos, notícias, e vídeos institucionais, além de atualizações de vagas e portfólio.

Uma forma de aprimorar esse formato são as Showcase Pages que funcionam como uma vitrine para diferentes segmentos de produtos e serviços de uma mesma empresa. Outro recurso muito comum para o anúncio de vagas são as Career Pages, onde é possível ofertar novas vagas de emprego para candidatura e conectar os funcionários que já ocupam cargos na empresa.

Como funciona o LinkedIn?

Como você viu até aqui, a principal função do LinkedIn, é conectar profissionais, empresas e o mercado em geral. O primeiro passo é o registro de um perfil. Para isso, você deve fornecer um login e uma senha ou também se conectar usando o Facebook, podendo importar informações como a foto de perfil.

No LinkedIn, além da conexão com outros perfis, é possível seguir páginas e participar de grupos relacionados a assuntos de seu interesse. Trata-se de um ambiente de intensa troca e engajamento entre os usuários, ampliando o networking de forma orgânica.

O LinkedIn oferece duas versões de conta: básica e premium, sendo esta com mais funcionalidades com relação à candidatura de vagas e contratação de funcionários, contato com leads e vendas, visualização de perfis e envio de mensagens pelo InMail, serviço de mensagens do LinkedIn.

versão Premium representa uma vantagem para quem deseja realizar negócios através da rede social. Através da versão Negócios, é possível avaliar estatísticas de desempenho de contratação, contato direto com perfis que não sejam conectados e profissionais decisores de empresas, desta forma, impulsionando novas oportunidades.

Os artigos para LinkedIn são um dos formatos mais comuns e de maior sucesso entre os usuários. Pensando em evidenciar os principais influenciadores da rede social, o LinkedIn Top Voices é uma lista divulgada anualmente com os principais perfis que apresentaram maior destaque e no engajamento em seus conteúdos.

Além disso, também existe o selo Influencer com os principais pensadores e players do mercado que também apresentaram engajamento de destaque em suas publicações. No Brasil, personalidades como Ricardo Amorim, Luiza Helena Trajano, Abilio Diniz e Gilberto Dimenstein receberam o selo no último ano por suas conversas iniciadas no LinkedIn e que tiveram grande desempenho de engajamento.

O que colocar no resumo do LinkedIn?

Assim como em uma entrevista de emprego ou uma reunião de vendas, uma apresentação coerente e honesta também é primordial no LinkedIn para gerar novas oportunidades. O primeiro contato de alguém que acessa o perfil é uma breve descrição, que também é responsável pelo rastreamento e visibilidade da página na internet.

O LinkedIn também segue critérios de SEO para a busca por termos relacionados às suas páginas. Por isso, saber o que colocar no resumo do LinkedIn é um dos primeiros passos para quem ser encontrado mais facilmente nas buscas utilizando palavras-chave e variações, além de causar uma excelente primeira impressão.

Sendo um profissional, é importante deixar claro nas poucas linhas qual é a sua formação, suas habilitações profissionais, áreas de interesse que atua e cargo que ocupa e/ou pretende e principalmente, informações que possam diferenciar e destacar o seu perfil de outros concorrentes. Além disso, caso o objetivo seja uma vaga internacional, vale criar uma versão do resumo do LinkedIn em inglês.

Já o resumo do LinkedIn para empresas é exibido na seção Visão Geral da guia Sobre e pode ser feito com foco nos objetivos, missão e valores da empresa. É importante citar um breve histórico com data de fundação, portfólio de produtos ou serviços e endereço de redes sociais.

O mais importante é que essas informações estejam organizadas de forma concisa e contenham palavras-chave que permitam ao visitante a identificar informações de forma objetiva.

Lembrando sempre que, quanto maior a quantidade de dados disponibilizados sobre a empresa, melhor será seu desempenho no LinkedIn. Por isso, é importante fornecer dados como o site, quantidade de funcionários, data de fundação, localização (para cada uma das unidades), especialidades no mercado e etc.

Marketing no LinkedIn: como fazer?

Existem diversas maneiras de conquistar novas oportunidades utilizando o marketing no LinkedIn, sejam elas de novas oportunidades de emprego ou negócios para sua empresa. A principal vantagem está no foco da rede social: o profissionalismo.

Através dos recursos da plataforma, é possível conquistar a atenção dos usuários utilizando estratégias de Marketing Digital. Assim como outras redes sociais, os conteúdos relevantes e informativos para quem acessa o seu perfil deve ser um dos principais pontos de atenção para quem deseja se destacar.

Para cada tipo de necessidade, temos algumas estratégias importantes que vão ajudar a impulsionar o engajamento, seja em um perfil profissional ou company pages.

Marketing Pessoal no LinkedIn

A apresentação pessoal torna-se essencial para que um perfil tenha sucesso. Muito mais que um cartão de visitas, esse é um espaço para estabelecer conexões e demonstrar suas capacidades e experiências. Confira algumas dicas para ter um perfil mais atrativo.

• Escolha da foto de perfil - Ainda que informal, ela deve demonstrar seu profissionalismo, portanto, deixe as fotos em baladas ou em reuniões de família para outras redes sociais como Facebook e Instagram, por exemplo. Isso não significa que que você precise aparecer com uma expressão sisuda no rosto, um leve sorrisinho até cai bem e cria empatia, com a devida seriedade.

• Título para perfil do LinkedIn: a descrição que aparece abaixo do seu nome é onde você deve apresentar seu cargo e especialidade. Torne-a atrativa e objetiva, utilizando palavras-chave que remetem às suas habilitações como: “Gerente comercial especialista em Gestão Financeira e BI”, por exemplo. Vale ressaltar que esse campo entre como resultado de buscas do LinkedIn.

• Resumo do Perfil: é neste campo que você descreve de forma resumida e cronológica sua atuação no mercado e experiências que agreguem valor à sua trajetória, com foco principal nos seus diferenciais. É o espaço que você deve efetivamente se apresentar e demonstrar seus conhecimentos e interesses.

• Preenchimento do currículo: Lembre-se de preencher o máximo de campos possível e mantê-los constantemente atualizados com links e breves descrições de cada experiência, formação acadêmica, certificações, licenças, contatos, redes sociais e outras informações para potencializar sua credibilidade.

• Publicações: as publicações de mais sucesso, geralmente, abordam assuntos relacionados à carreira e nichos de mercado. Nas suas publicações no feed do LinkedIn devem basear-se na relevância dos assuntos profissionais. A seleção dos tipos de conteúdo para LinkedIn também vão influenciar no alcance. Mais à frente, vamos falar sobre como você pode aplicá-los na sua estratégia.

• Conexões com outros usuários: o potencial de geração de conexões e os frutos das interações é o que torna a rede tão fascinante para usuários e empresas. Por isso, esteja ao máximo em comentários e grupos do LinkedIn, siga os principais perfis e páginas empresariais da sua área de atuação e interesses. Vale a pena prestar atenção nas sugestões de conexões de amigos e colegas de trabalho. Um recurso bem interessante é o localização do perfil de pessoas “Na sua área” através do bluetooth de smartphones. Essa funcionalidade permite, por exemplo, encontrar e solicitar uma conexão à participantes de um evento em comum.

Marketing Empresarial no Linkedin

A rede social apresenta possibilidades de atrair visitantes, gerar leads e conquistar clientes e, para isso, algumas estratégias são essenciais para conquistar visibilidade, principalmente com foco no marketing B2B no LinkedIn. Algumas delas, listamos a seguir.

• Criação de company pages - as páginas empresariais diferem-se dos perfis pois são direcionadas a marcas. Independente do segmento, o primeiro passo é criar uma company page para sua empresa. Com formato muito próximo a fan page do Facebook, é possível adicionar todas as informações sobre a sua empresa como botões de direcionamento para o site, localização da sede, filiais e conexões com funcionários.

• Showcase pages - outra funcionalidade disponibilizados pela plataforma são as showcase pages, uma espécie de vitrine para sua empresa expor mais detalhes sobre seus produtos e serviços e destacar a sua marca. Cada página pode ter até 10 guias, nas quais é possível segmentar as postagens para cada tipo de público. Saiba como criar uma showcase page.

• Anúncios - similar a outras redes sociais, é possível gerar campanhas através do LinkedIn Ads. A solução em marketing permite que sejam impulsionados conteúdos através do recurso Sponsored Content para geração de leads, mensagens personalizadas para leads com o Sponsored InMail e anúncios em formatos de rede de display com o Text Ads. A plataforma oferece o acompanhamento por meio de métricas como taxa de cliques (CTR), a taxa de engajamento, o custo por clique (CPC) e o custo por mil impressões (CPM), dentre outras. No tópico sobre anúncios para Linkedin deste artigo, você poderá entender um pouco mais sobre o assunto.

• Marketing de Relacionamento - a rede social profissional tem se destacado cada vez mais entre empresas que buscam ter uma marca de destaque pela autoridade no mercado. Muito além da admiração, as estratégias de marketing de relacionamento no LinkedIn buscam criar empatia com o público, através da oferta de conteúdos úteis e interação com os seguidores da sua página, demonstrando os valores da marca, enviando mensagens personalizadas, além da geração de leads através de segmentações de acordo com a sua persona.

Como usar o LinkedIn Pulse a favor do Marketing Digital

Parte da estratégia de marketing de conteúdo no LinkedIn, a publicação de artigos é uma das principais formas de atrair mais conexões e seguidores para o seu perfil na rede social.

O recurso está disponível para todos os usuários e, quando falamos em influência sobre outros membros, o LinkedIn Pulse é uma ferramenta chave para divulgação de conteúdos. Na seção Publicações, além de textos, é possível (e necessário!) inserir imagens ilustrativas para tornar um artigo popular entre outros usuários.

Alguns exemplos de sucesso, são os perfis que recebem destaque pelos editores, conhecidos Influencers. Esses usuários são selecionados pela relevância e engajamento e tem suas publicações em primeiro lugar no feed dos outros usuários.

• Confira 5 dicas de como usar o LinkedIn Pulse

Outro fato importante sobre o Pulse: os artigos publicados também são ranqueados pelo Google! Por isso, vale à pena atentar-se à estrutura e qualidade do texto. A seguir, reunimos algumas dicas para que você possa elaborar seus conteúdos. Veja só!

Como escrever um artigo para o LinkedIn

Produzir conteúdos relevantes para o público do LinkedIn, não existe uma fórmula mágica. Porém, algumas estratégias baseadas no marketing de conteúdo podem ajudar a empresas e profissionais na construção de uma imagem condizente a sua atuação no mercado.

Para além dos perfis de Influencers e Top Voices, a equipe de conteúdo da Post Digital realizou um levantamento de detalhado sobre alguns dos principais temas de artigos que conquistaram engajamento entre os membros da comunidade do LinkedIn.

Seguimos alguns critérios como a intenção do discurso da mensagem, os formatos de conteúdo e o alcance das publicações para identificar quais são os conteúdos têm mais chances de gerar engajamento.

Confirmando caráter inspiracional e motivador da rede social, os discursos que têm aspecto positivo, com mensagens que encorajam o leitor. Os relatos de experiências profissionais no mercado também atraem a atenção da comunidade para temas comuns como novas tecnologias, cases de sucessos de clientes, comentários sobre negócios e também postura e desafios na carreira.

Quanto ao formato do conteúdo, os textos acompanhados de imagens são maioria, porém, videos tem ganhado cada vez mais espaço no LinkedIn, confirmando uma tendência já observada em outras redes sociais.

Para o marketing B2B na rede social, a produção de conteúdo audiovisual tem grande impacto na comunicação com o público, já que 75% dos executivos entrevistados assistem vídeos relacionados ao seu trabalho em sites e redes de negócios, ou seja, fora do YouTube, segundo a Gerente de Vendas e Soluções em Marketing do LinkedIn, Michelle Schneider.

Desses, 83% afirmaram compartilhar os vídeos de seu interesse nas redes e 72% procuram esse formato de conteúdo principalmente para aprender coisas novas.

• Dicas e sugestões de formatos para produzir videos no LinkedIn

Por isso, é importante estar atento a quem e como você quer atingir com as suas publicações. É preciso ter consistência na escolha dos temas abordados, assim como na criação dos conteúdos. Contudo, não se deve copiar o mesmo texto publicado em seu blog. Além do conflito no ranqueamento, a função destes artigos é atrair visitantes para as páginas do seu site.

Definir um calendário editorial vai garantir também a frequência para suas publicações, já que esse é um dos fatores determinantes para fidelizar o público. 1 ou 2 textos por semana? Isso vai depender da sua disponibilidade, empenho e objetivos com a rede social.

O uso de hashtags no LinkedIn também é uma excelente maneira de ter seu conteúdo listado através de termos nas pesquisas dos usuários, influenciando no posicionamento das suas publicações nos resultados.

Desta forma, é possível aplicar na sua estratégia, alinhando ao seu discurso profissional e ao da sua empresa para publicação de conteúdos relevantes e instigantes aos seguidores.

Seja para artigos publicados ou anúncios, é preciso mensurar os resultados e saber como avaliá-los de acordo com a estratégia definida pela sua empresa. Conheça algumas das métricas para LinkedIn a seguir.

Métricas de acompanhamento do LinkedIn

Toda estratégia precisa de indicadores e índices para sua avaliação. No Marketing Digital, as métricas servem para alinhar os objetivos aos resultados apresentados e, desta forma, entender se serão necessários ajustes.

Levando em consideração a publicação de conteúdos, é importante observar o engajamento e impacto de artigos na rede. E como fazer essa análise? Levando em consideração não apenas o número de curtidas e seguidores. Em páginas empresariais, é possível avaliar também o volume do tráfego nas páginas e o perfil dos seguidores, incluindo a comparação com outras empresas concorrentes, por exemplo.

Já as métricas do Gerenciador de campanhas do LinkedIn auxiliam na avaliação da performance dos anúncios publicados pela sua página. No próximo tópico, explicamos um pouco mais sobre a criação de campanhas e anúncios e quais métricas avaliar.

A dica aqui é definir um período para avaliação e ajustar, sempre que necessário, a estratégia aos resultados. Para conteúdos, vale à pena revisar constantemente os direcionamentos, através de interação com seus seguidores, e também pesquisar entre os profissionais e empresas da sua área de atuação quais temas eles têm abordado.

Nos anúncios, as taxas de conversões, custos e, principalmente o retorno sobre o investimento, vão orientar as otimizações para aumentar a eficiência e performances por conta, anúncio e campanhas. No próximo tópico, abordaremos a criação de anúncios no LinkedIn e como torná-los mais eficientes.

Linkedin Ads: tipos de anúncios e como criar os seus

Os anúncios no LinkedIn servem para que a sua empresa possa conquistar objetivos como a promoção da sua marca, a conquista de potenciais clientes e a geração de leads, através de links patrocinados, impulsionamento de conteúdos e também anúncios em display.

Os principais formatos de anúncios no LinkedIn, alguns já citados aqui, são:

• Sponsored Content - responsáveis pelos anúncios que aparecem no feed do usuário e podem ser utilizados para dar destaques a conteúdos. Esse formato tem destaque nas ações para visibilidade da marca, pois é divulgado da mesma maneira que os conteúdos de Influencers. Neste formato, é possível utilizar a ferramenta Linkedin Lead Gen Forms, com preenchimento automático dos dados do perfil do lead.

• Vídeos no Sponsored Content - são os vídeos impulsionados também no feed dos usuários, destacando conteúdos relevantes para sua estratégia de conversão.

• Sponsored InMail - esse recurso permite o envio de mensagens privadas para os perfis em grande escala ao público alvo, tendo uma taxa de abertura média de 52% e maior possibilidade de geração de demandas.

• Dynamic Ads - formato direcionado para acessos em computadores, esses anúncios são formas de promover company pages acompanhadas de perfis selecionados, podendo incorporar CTAs e segmentar o público-alvo.

• Text Ads - com até 100 caracteres, os anúncios funcionam como um display para geração de leads. Segundo a própria rede social, mais de 80% dos leads B2B provenientes de mídias sociais são originados do LinkedIn, sendo esses um dos formatos com maior influência sobre esse resultado.

• Programmatic Display Ads - são exibidos também em formato de display no canto direito da tela. Exibidos em formato 300x250 pixels, o formato programático tem como principal característica a influência sobre marcadores comportamentais e sinais de intenção. 

• Anúncios em Carrossel - com formato parecido ao do Instagram, os anúncios em carrossel no LinkedIn possibilitam inserir imagens e links com diferentes páginas de destino ou formulários de geração de leads. Segundo a própria rede social, esse tipo de anúncio tem como objetivo humanizar campanhas através do storytelling de 2 a 10 imagens e formato JPG, PNG e GIF (sem animação) e tamanho do arquivo até 10 MB.

Para avaliar o desempenho desses anúncios, as métricas no LinkedIn revelam dados presentes em relatórios de desempenho que podem gerar relatórios, sendo as principais:

• Conversões: registram o número de visitantes que efetivamente cumpriram a CTA do anúncios, baixando um material ou se inscrevendo.
• Conversões de cliques: quantidade de ações por conversões
• Conversões de visualização: todas as ações que resultaram a visualização do site. Para isso, é necessário a instalação da LinkedIn Insight Tag para marcar essas conversões.
• Taxa de conversão: fornece a porcentagem dada pela razão do de conversões no anúncio pelo número de cliques que ele teve.
• Custo por conversão: os custos são o resultado da divisão de valores investidos pelo número de conversões no anúncio, sendo fundamentais para avaliar o ROI do anúncio e campanha.
• Valor total de conversão: o total investido por conversão no anúncio.
• Retorno sobre o investimento em anúncios: resultado da divisão de investimento na campanha pela receita gerada por ela.

Como prospectar clientes no LinkedIn

Além da criação de anúncios para gerar anúncios, é possível realizar a prospecção de oportunidades através do LinkedIn. Com a disponibilidade de informações sobre os membros da comunidade, as estratégias para prospecção de clientes no LinkedIn são influenciadas pela amplitude da rede de conexões com contatos e o relacionamento que se estabelece com eles.

O perfil do LinkedIn oferece informações fundamentais sobre o prospect, como contatos, conexões, cargo, empresa, área de atuação e etc. Através desses dados, é possível qualificá-los de acordo com a estratégia de negócios, por exemplo. Essa qualificação será fundamental para direcionamento à vendas.

Para perfis de profissionais, o Social Selling Index é uma ferramenta de score (0 a 100), oferecida pela própria rede que permite avaliar o posicionamento diante outros usuários que ocupam o mesmo cargo e mercado e, com isso, melhorar a credibilidade na rede social. Para conseguir uma boa pontuação é necessário manter todas os dados atualizados e alto grau de interação, a fim estreitar as conexões quando for prospectar nesse ambiente.

Para construir um bom relacionamento através de um primeiro contato, além de ter um perfil com autoridade, é essencial buscar formas de abordagem que estabeleçam um relacionamento mais próximo e ao mesmo tempo gerem network com seus prospects.

Diferente de e outras formas de contato, o InMail é utilizado para conversas mais instantâneas que o e-mail e menos imediatas que o telefone, levando em consideração que tenham que tem assuntos em comum.

Por isso, ao prospectar no LinkedIn, gere interesse conectando interesses aos benefícios oferecidos pela sua empresa. Busque entender as reais necessidades e quais serão as maneiras de abordagem antes de oferecer a solução ou tentar agendar uma reunião.

Como ter sucesso em uma LinkedIn Company Page

O sucesso de de um perfil empresarial no LinkedIn, como você pode ter percebido até aqui, é principalmente relacionado às estratégias para atração e fidelização de seguidores.

Além da criação de anúncios, ferramenta essencial para geração de leads, e avaliação de métricas, é fundamental criar uma página que tenha melhores resultados de engajamento.

A otimização SEO no LinkedIn faz parte dessas estratégias: tão importante quanto a utilização de palavras-chave e hashtags nos nos conteúdos, a otimização da URL com o nome da empresa vai ajudar no melhor ranqueamento da página, quando buscada pelos usuários.

A conexão e interação de funcionários também influencia diretamente na percepção e visibilidade entre os membros da rede social. Ao compartilhar links de conteúdos do blog no feed e realizar marcação da página, suas respectivas conexões terão acesso aos conteúdos sobre a sua empresa.

A segmentação de público e a oferta de conteúdos relevantes são uma combinação que tem mais chances de impulsionar o sucesso da sua company page, assim como estratégias de Inbound em outras mídias. A diversificação dos tipos de conteúdo, como você viu, também auxiliam a agregar valor e transmitir uma mensagem mais facilmente consumida e com mais chances de engajamento.

Extra: tamanho de imagens para publicação e anúncios do LinkedIn

O impacto visual também tem grande impacto na rede social voltada para profissionais. É necessário causar uma boa impressão tanto pela postura quanto pela qualidade das imagens.

Tanto para fotos de capa, para anúncios é fundamental saber como dimensioná-las. Para cada uma delas, existem medidas corretivas a serem seguidas para evitar, por exemplo distorções em diferentes dispositivos e que anúncios seja recusados para publicações.

Acesse o guia completo e conheça todas as dimensões para imagens e anúncios no Linkedin e outras redes sociais.

Conclusão

Esperamos que este conteúdo tenha sido útil para que o LinkedIn represente para você, assim como para os outros usuários ativos, uma porta para oportunidades profissionais no mercado, sejam empresas quanto para profissionais de todos os setores e áreas de atuação.

Saber como utilizar a rede social profissional de forma mais assertiva é abrir um leque de possibilidades de novos contatos e, consequente, negócios mais rentáveis. Para isso, é preciso ter estratégias que foquem, principalmente, na relevância do perfil ou company page na comunidade em crescente ascenção.

Baixe agora nosso e-book LinkedIn Company Page: guia completo para ter sucesso na perfil empresarial e saiba como potencializar o engajamento da sua empresa.

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019