O conceito de nicho de mercado é atualmente muito difundido no ambiente da internet, especialmente na área que diz respeito ao marketing.

A definição de nicho de mercado consiste na ideia de que ele é uma área determinada do mercado, onde reside uma chance que passou a ser trabalhada e explorada por alguma empresa, originando assim um elo com os seus clientes, tão consolidado que os concorrentes não conseguem rompê-lo.

A importância de definir um nicho de mercado é essencial, pois dessa forma a empresa adquire um foco e assim possui as condições necessárias para elaborar melhor o seu marketing digital.

Na verdade, toda estratégia realizada dentro do marketing (digital ou não, mas principalmente no primeiro caso) depende da empresa saber o que são nichos de mercado e se identificar com um deles.

Neste artigo, você vai ler:

O que são nichos de mercado?

Os nichos separam o público em "categorias" de acordo com os produtos e serviços oferecidos. Para identificar o público-alvo, primeiro é necessário identificar o nicho. Uma boa estratégia de nicho de mercado consegue aumentar muito as chances de fidelização. Você começa atraindo os clientes, mas mantê-los é fundamental!

Não precisa ficar perdido. Continue lendo e confira quais são essas estratégias nos principais nichos do mercado digital!

Saúde e bem-estar

Por se tratar de um bem essencial para todas as pessoas, a saúde e o bem-estar atualmente estão entre os melhores nichos do mercado digital. A questão referente a levar uma vida saudável sempre foi e continuará sendo um conceito muito forte na nossa sociedade. Não por acaso, o investimento no nicho de mercado da saúde hoje apresenta um enorme campo de possibilidades e alternativas.

A saúde e o bem-estar abrangem áreas que passam pela nutrição, medicina alternativa, farmácia, fisioterapia, fitness e mais uma série de segmentos que podem ser explorados por meio de uma eficiente e bem elaborada estratégia digital.

Quem nunca buscou na internet por respostas sobre algum sintoma, ou quis saber mais sobre os benefícios de determinado alimento? Só que vale lembrar: a grande questão dessa área é a credibilidade.

As pessoas procuram por conteúdo que podem aprimorar seus estilos de vida, e isso continuará acontecendo. O que sua estratégia deve fazer é reconhecer essa demanda e oferecer o que eles procuram, de maneira responsável e completa. Os resultados vão surgindo conforme você se estabelece como uma autoridade no assunto que está cobrindo, seja lá qual for a técnica que você estiver usando no meio digital.

Marketing Digital aliado às áreas de saúde e bem estar

Saúde e bem estar já são um nicho, mas há ainda mais segmentação dentro deles. Moda e beleza, por exemplo, se encaixam aqui, o que já abre todo um novo leque de possibilidades.

O marketing digital se baseia muito em produção de conteúdo para engajamento do público. No caso da área de moda e beleza, há uma vantagem enorme: ela é uma grande movimentadora de redes sociais! Facebook, Twitter e principalmente Instagram estão todos recheados de público para esse tipo de conteúdo. Parcerias com influenciadores digitais são, inclusive, uma estratégia muito interessante e cada vez mais utilizada.

O marketing usado por empresas de saúde não se baseia tanto nas redes sociais, apesar de elas serem ainda fortes aliadas. O foco aqui é, como mencionamos, a credibilidade. Produção de conteúdo, design profissional e frequência são algumas das palavras-chave. Além disso, assim como em qualquer setor, tenha atenção ao acompanhamento de métricas. Confira sempre os resultados e vá aprimorando sua abordagem, seja no site próprio ou nas redes sociais.

No começo, também vale a pena destinar alguma verba para mídia paga. Isso ajuda muito no impulso inicial que você precisa, além de ser, por si só, um canal de marketing eficaz.

Relacionamento

Tão relevante quanto o nicho da saúde e do bem-estar, a área de relacionamentos também denota uma nítida importância dentro do âmbito de investimento do marketing digital. Isso porque o conceito de relacionamento é muito amplo e pode abranger relação entre casais, laços familiares e, inclusive, relações profissionais, tais como chefe e funcionários, relação entre empresas e clientes, enfim, a possibilidade de relações sociais é de caráter muito abrangente. Ainda mais na atualidade, regida pela interatividade das redes sociais.

A relevância das inúmeras teias de relacionamento torna essa área um nicho bastante fértil para investimento e para criação e execução de planos de marketing.

Justamente por tratar de temas tão amplos, mas, ao mesmo tempo, recorrentes, este nicho também se torna ótimo para exercitar a criatividade. O mercado de marketing digital trabalha com base na criação de desejo e/ou necessidade no cliente. Quantos problemas existem nos relacionamentos?

Isso não quer dizer que toda sua venda se baseará em soluções para esses problemas, até porque não há uma fórmula que resolva problemas entre casais ou entre amigos. Quer dizer que a atração do público pode passar por esse pente fino até chegar às próximas etapas do funil de vendas — até a decisão de compra final!

Marketing de relacionamento aliado ao marketing digital

Já ouviu falar no Marketing de Relacionamento? Trata-se de um método de marketing que valoriza a relação direta como o cliente e o cultivo de seu interesse a longo prazo. Basicamente, o foco é na fidelização. É uma tática importante; manter clientes antigos é muito mais barato do que conquistar novos, principalmente para empresas que possuem algum tipo de sistema de níveis. É o caso de serviços por assinatura. Clientes já fidelizados têm maiores chances de contratar serviços maiores e pagar mais, por conta da experiência que mantém com a empresa.

O marketing digital não precisa permanecer separado desse e até de outros tipos de marketing. Na verdade, ele oferece ferramentas que podem ajudar muito no relacionamento com o cliente. E não há nada melhor para um negócio do que se tornar um dos bons relacionamentos na vida do consumidor! Ninguém procura por mais problemas, apenas por soluções. Tenha certeza de que você se encaixará apenas nesse último.

Quer uma ideia de como começar? As ferramentas mais utilizadas para aprimorar o relacionamento são blogs, e-mail marketing e as redes sociais. Elas não deixam de ser uma ferramenta de relacionamento, certo? Use esse tipo de ferramenta como o "melhor de dois mundos".

Esportes

Também por possuir certa ligação com a área da saúde e do bem-estar, o nicho voltado para os esportes está entre os melhores nichos do mercado digital.

A área de esportes possui caráter abrangente, pois demanda uma série de produtos destinados para os atletas não apenas profissionais e de alto rendimento, mas também para amadores. Além disso, o nicho de esportes é bastante amplo, pois denota modalidades que vão de jogos coletivos, tais como futebol e basquete, a modalidades radicais, tais como surf, skate, entre outros.

Diante disso, a possibilidade de investimento nessa área é enorme e ainda traz resultados bastante positivos.

Há também uma certa mistura entre essa área e a de fitness. Ambas podem se encaixar como subcategorias de Saúde e Bem-estar, mas possuem uma quantidade tão expressiva de seguidores que contam como categorias próprias.

Os exercícios físicos realizados por atletas, profissionais ou não, são um tópico de muita discussão no âmbito da saúde. Há muitos produtos e serviços criados com a ideia de ajudar essas pessoas a praticarem seus esportes da forma mais eficaz e segura possível. Fora isso, os artigos esportivos e os conteúdos voltados para esse fim são também muito populares, na internet e fora dela.

Marketing esportivo aliado ao marketing digital

O marketing esportivo talvez seja o melhor exemplo de marketing de conteúdo que dá certo. Isso porque a ideia por trás do esporte tem sempre relação com paixão!

Este é um público-alvo muito interessante para trabalhar. Há algo em comum que une todos os consumidores, e na maioria das vezes é algo que tem uma grande importância em suas vidas. Apesar disso, podem haver uma grande variedade de gênero, idade, classe social e outros fatores que normalmente são determinantes na definição de um público alvo. E isso não é razão para pânico!

O marketing digital tem muito a crescer com esse tipo de público. Grande parte de uma estratégia de nicho de mercado é baseada em segmentação, o que por si só já descreve bem uma série de métodos do marketing digital. É possível criar diferentes personas dentro do mesmo público, sem nunca perder a essência que é o esporte.

Mas fique atento: os fãs de esporte tendem a ser bem fervorosos com alguns assuntos. Se você trabalha nessa área, é provável que também se sinta assim de vez em quando. Se estiver lidando com times diversos, mantenha a imparcialidade, mas não deixe de mostrar a empresa como parceira dos atletas.

Educação

A educação é um dos pilares básicos para a construção de uma sociedade mais justa e desenvolvida. A noção de cidadania, por exemplo, passa pela educação. Não por acaso, o marketing digital tem muito a contribuir com essa área, uma vez que a educação é um artigo procurado por pessoas de todas as idades, inclusive os adultos.

Atualmente já é possível notar que há uma demanda muito grande na área não apenas da alfabetização, mas também nos segmentos de pós-graduação, mestrado, doutorado, ensino à distância e outras modalidades específicas. Tais alternativas representam bons campos para as estratégias de marketing.

Esse também é outro nicho muito debatido na internet. Com o avanço do nível mediano de escolaridade, cada vez mais instituições buscam um espaço ao sol, mas nem todas recebem o mesmo reconhecimento. As menores sofrem para ganhar credibilidade no mercado, e até algumas grandes se perdem na hora de fidelizar os alunos.

O marketing digital tem uma grande responsabilidade em determinar a importância da instituição e atrair mais alunos. No caso do ensino superior, o público-alvo são pessoas com bastante presença online. Ou seja, o marketing digital não é só uma opção, mas fundamental para a captação.

Marketing Educacional aliado ao marketing digital

Há alguma semelhança neste segmento e no de saúde, no sentido de ser necessário provar sua autoridade. O Marketing Educacional deve passar essa impressão para o público, transmitindo os valores de qualidade e comprometimento que toda instituição quer transmitir. Muitas utilizam o marketing tradicional para tanto, mas cada vez mais usam também o digital.

Não é uma suposição, aliás. Em 2016, a Rock Content realizou a pesquisa EduTrends para diagnosticar as tendências de marketing no setor educacional. As descobertas foram bem positivas: mais de 80% das entrevistadas investem em marketing digital, muitas vezes em conjunto com o outbound.

Parte da razão para essa preferência cai novamente na segmentação. O público-alvo na educação é extremamente amplo; afinal, todos têm o direito à Educação. Se não for na sua instituição, será na outra! Então, como convencer de maneira personalizada, se o público é quase que literalmente "todo mundo"?

Para começar, segmente pela decisão de compra. Se estamos falando de uma escola de ensino fundamental, você deve convencer os pais, não os estudantes. Se oferecer ensino médio e/ou técnico, é uma boa ideia convencer os dois. Já nas faculdades, o objetivo é atrair o próprio aluno. O marketing digital pode ajudar (e muito) a se aproximar de cada uma dessas personas!

Tecnologia

A tecnologia sempre esteve presente no mercado, mas atualmente, dominada pela virtualidade e alta capacidade de interação, abre para o marketing digital várias janelas de possibilidades e investimentos. Cada vez mais a indústria de comunicação móvel conquista o mercado e as redes sociais estão ainda mais onipresentes no cotidiano das pessoas.

A tecnologia já é uma tendência principalmente na área do comércio eletrônico. A possibilidade de efetuar negócios online já é uma realidade, as lojas virtuais já angariaram vários clientes e as possibilidades para alavancar lojas virtuais por meio de estratégias de marketing digital é um elemento básico do empreendedorismo atual.

Criou-se um ciclo tecnológico, se pararmos para pensar bem. A tecnologia é uma constante na vida da maioria das pessoas, de uma maneira ou de outra, e ela não para de se atualizar por um momento sequer. Usa-se a tecnologia para desenvolver mais tecnologia, para procurar saber mais dela e consequentemente para gastar mais nela também.

Se sua empresa está nesse nicho, você já está com a faca e o queijo na mão. Se não, ainda assim você pode usá-lo para aprimorar suas estratégias. É claro que o marketing digital é a principal medida; o engajamento propiciado por ele é o grande termômetro de sucesso na internet.

Marketing digital para empresas de tecnologia

Vamos focar nas empresas de tecnologia, ou mesmo que trabalham com e-commerce. O público alvo, nestes casos, é geralmente mais antenado e atualizado sobre algumas das novidades no mercado, mas também é curioso. Grande parte das pessoas segue facilmente as iscas tecnológicas, que fazem com que elas queiram saber mais sobre um produto ou serviço.

Toda a ideia da tecnologia é facilitar a vida do ser humano, e quem não quer isso? Mas os consumidores só vão se atrair, confiar e ficar na sua empresa se você ganhar a atenção deles no meio de tanta informação. Eles provavelmente passam muito tempo nas redes sociais e recebem todo tipo de conteúdo o tempo inteiro.

Aí entra o mercado de marketing digital (que pode até ser o próprio serviço a ser vendido!). É como se essas técnicas atuassem diretamente na "toca do leão". Ele usa o próprio ambiente virtual para atrair o cliente, transmitindo confiança e inovação. Mais do que isso, ele cria engajamento. A opinião pública faz muita diferença em todo lugar, mas especialmente nas redes sociais. Se houver o engajamento for bom, metade do trabalho boca a boca já estará feito.

Dica: estratégias para encontrar seu nicho de mercado ideal

Aprender o que são nichos de mercado é importante, mas agora que você chegou até aqui, é provável que esteja se perguntando: onde eu me encaixo?

Quem está começando pode encontrar alguma dificuldade em descobrir seu nicho. Em parte, ele é definido pelo produto ou serviço que está sendo vendido. Por outro lado, o nicho pode ser melhor definido pelo modelo de negócio ou pelo público-alvo. O importante é que você perceba três pontos principais: se há demanda pelo que você quer vender; se você tem as habilidades e/ou capacidades de começar a agir; e se você tem vontade o suficiente.

Nesse último ponto, a vontade não diz respeito ao ato de empreender, mas ao produto em si. Você vai precisar se atualizar, estudar, aprimorar e cercar sua vida daquilo. Se for um produto de informação, então, mais ainda! As empresas que mais dão certo em seus respectivos nichos são aquelas comandadas por alguém que realmente gosta da área. Imagine que você é dono de uma livraria mas não goste de ler. Como vender algo que nem você adquire?

Mas além disso, há ainda fatores que afetam toda a estratégia de marketing digital e que são determinantes para encontrar o seu nicho: a definição do público alvo, do cliente ideal e a criação de uma buyer persona.

Público-alvo

O público-alvo é uma definição mais ampla dos seus consumidores. São uma fatia de toda a população que pode ter interesse pelo empreendimento. Geralmente é definido por dados demográficos como sexo, idade, região e classe social. Algumas outras informações podem ser incluídas, mas ainda se trata de um grupo consideravelmente grande, mas pequeno perto do todo.

Cliente ideal

O cliente ideal é um perfil "dos sonhos": o tipo de consumidor mais perfeito possível para sua empresa. Você define suas características a partir daquelas já coletadas no público alvo, mas com mais relação à empresa: qual a renda média do cliente ideal? O quão engajado ele é nas redes sociais da empresa? O quanto ele recomenda os produtos para outros?

Buyer persona

A persona é um perfil fictício desenvolvido para representar não o cliente ideal, necessariamente, mas o cliente médio. A partir de dados reais, a empresa forma um personagem. Ele não será apenas separado por sexo ou idade — ele terá hábitos, gostos, hobbies. Você saberá sua rotina de trabalho e familiar, o que ele mais consome, como é sua jornada de compra. Isso ajuda muito a montar uma estratégia digital segmentada.

Sendo assim, diante dessas alternativas, possibilidades de investimento e lucros não faltam.

Se você tem outras sugestões de nicho de mercado, deixe seu comentário.

Aproveite e confira nosso material gratuito sobre "Como vender mais usando a Internet" para saber mais!

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019