A 20ª edição do Big Brother Brasil, reality show da Rede Globo, é considerada histórica por diversas questões que envolvem a audiência, faturamento em publicidade, recorde em votações e os relacionamentos e perfis dos participantes confinados na casa até a última semana de abril.

Mais do que um case de sucesso para a Globo, a edição de 2020 do BBB nos proporciona insights interessantes para entender como funciona o alinhamento entre estratégias voltadas para integração entre o ambiente digital e a TV.

Não vamos nos atentar aqui a detalhes sobre a trama das personagens, mas sim sobre o ponto de vista do marketing digital sobre alguns acontecimentos que tornaram esta uma edição histórica do BBB para a integração entre on e offline.

Mesmo que você não tenha acompanhado o BBB20 ou não se interesse pelo programa, vale a pena observar as lições de marketing digital que podemos aprender com esta edição. Veja só!

Marketing de Influência

Talvez este tenha sido o assunto mais comentado desde o anúncio dos brothers desta edição: além dos inscritos que todos os anos batalham por uma vaga  na casa mais vigiada do país, a direção optou por convidar um grupo de influenciadores digitais e isso impactou diretamente na percepção do jogo, pelos próprios participantes e, principalmente, pelo público.

Era comum, até então, que os ex-BBBs se tornassem influencers após o programa, e algumas edições até já contaram com pessoas conhecidas, mas especialmente nesta foram selecionadas participantes como Manu Gavassi,  Bianca Andrade - conhecida como Boca Rosa, Rafa Kalimann e outros nomes já conhecidos do público mais jovem no Instagram.

E, como já era de se esperar, esses nomes ganharam ainda mais popularidade e promoveram ações coordenadas com marcas em seus perfis pessoais que exibiam roupas, acessórios e outros itens de forma quase automática com a que apareciam nas entradas ao vivo do programa, gerando enorme buzz.

Podemos ver a importância e o poder do marketing de influência para integrar estratégias de marcas para atrair públicos, tanto os seguidores quanto espectadores. A visibilidade somada ao alinhamento de todas as ações, aumenta menções de marcas e, consequentemente, vendas e relacionamento com o público.

Estratégia Omnichannel

Omnichannel pode ser traduzido para estratégias de integração de canais para comunicação com consumidores, e no BBB20, além do próprio programa que conta com presença massiva nas redes sociais e na plataforma de streaming Globoplay, marcas patrocinadoras utilizaram ações no programa para direcionar o público aos seus próprios canais digitais.

O uso de QR Codes, com cupons de descontos exclusivos para o programa e intervalos, foi apenas um dos atrativos de marcas patrocinadoras como Burger King, Claro e Lojas Americanas. A C&A, em uma ação que oferecia looks exclusivos aos participantes, teve um aumento de 340% no tráfego orgânico em seu e-commerce, conforme informações do Propmark.

Além disso, é válido pontuar o planejamento do calendário editorial de conteúdo de Manu Gavassi, finalista entre os participantes. Antes de entrar na casa, seu time produziu materiais especialmente para seu perfil com uma série que contava a saga da atriz em um retiro espiritual, em alusão ao confinamento.

Era do Stories

As redes sociais, sem sombra de dúvida, foram em disparado o principal canal digital para o público, e nesta edição, mais especificamente, os stories alcançaram sucesso no Instagram mas hoje já estão presentes no Twitter (Fleets) e até no LinkedIn.

Em uma ação com a Samsung, os brothers e sisters registravam momentos durante o dia com um celular, obviamente da mesma marca, e postavam vídeos curtos e fotos no #FeedBBB.

Além dos formatos, a linguagem das redes sociais marcaram presença constante na edição e no engajamento do público. A viralização de memes e hashtags é praticamente instantânea e, mesmo quem não acompanha o programa, acaba tendo contato direto com esse universo, sendo praticamente impossível ignorá-lo.

O Tik Tok, rede social de vídeos curtos, promoveu uma ação com desafios famosos com dancinhas entre as finalistas, fazendo uma ativação de marca digital dentro de um veículo tradicional.

Marketing Digital e BBB: o que tem a ver com sua realidade?

Em resumo, podemos tirar algumas lições desta edição, principalmente com relação a integração entre o digital e a experiência do público em diferentes plataformas. Somado ao período de isolamento social, a edição do BBB 20 foi mais do que um produto de entretenimento ou uma simples vitrine para marcas.

O engajamento das redes sociais é, de longe, o principal motivo pelo qual o sucesso e os números comprovam os altos investimentos de grandes marcas. Mais que um sinal, é notável que esse processo de aproximação com o público, entendendo por quais caminhos ele chega até o seu produto, a linguagem que se comunica e o diálogo direto são oportunidades para todos os nichos.

Por esses motivos, é importante que você conte com dados, ferramentas e estratégias que estejam em sintonia e possibilitem o marketing digital. Aproveite e saiba mais sobre como construir uma estratégia de inbound marketing eficiente.

Gostou do nosso artigo? Conta pra gente nos comentários e compartilhe nas redes sociais! Aproveite para seguir a Post Digital no InstagramFacebook e acompanhar nosso canal no YouTube.

Douglas Gomes
Douglas Gomes
Douglas Gomes

Mineiro e Jornalista. Assistente de Marketing Digital e Redator de Conteúdo na Post Digital. Certificações em Produção de Conteúdo para Web, Inbound e Outbound Marketing, Sales e Google Ads e Analytics.