Pode não ser da sua época, mas houve um tempo em que o rádio era o principal canal de comunicação, publicidade e entretenimento. Com o surgimento da televisão e, mais recentemente (comparando com os dois anteriores, claro), a internet, o perfil e interesses do público mudou.

Fomos de um extremo ao outro: se antes, as pessoas se reuniam, em determinado horário e local em torno de um aparelho radiofônico para ouvir notícias, músicas, programas de auditório, novelas e acabavam consumindo também a publicidade, hoje vivemos o outro extremo, no qual o smartphone e todos os outros dispositivos podem ser carregados e acessados em qualquer lugar.

O que não faltam são livros contando essa história. Nosso foco aqui, na verdade, é um dos formatos que retoma o áudio como elemento principal, se valendo do ambiente digital e seus canais de comunicação. Pensando nessa tendência, neste artigo falaremos sobre o que é podcast e como ele pode ser usado para a divulgação de sua empresa!

O que é Podcast?

O podcast funciona de modo muito similar a um programa de rádio, com a diferença de que o seu conteúdo é 'on-demand' – ou seja, a pessoa que o acessa pode escutar o que quiser e no momento que desejar. Uma das características de maior destaque deste formato é o seu modo de distribuição, por um sistema denominado ‘podcasting’. O conteúdo midiático (um áudio) pode ser sobre uma grande variedade de temas: culturais, noticiosos, políticos, humorísticos, games, músicas, educacionais e assim por diante.

Sendo assim, para você entender o que é podcast, podemos dizer que ele é uma mídia responsável pela propagação de informações – assim como o jornal, o rádio ou a própria televisão. O podcast é como se um fosse um blog – só que ao invés de escrito e posteriormente lido, ele seria falado, gravado e, em seguida, escutado. Sendo assim, imagine os assuntos abordados pelos blogs, porém, em formato de áudio – para que o usuário escute a opinião/música ou outro ao invés de ler.

Neste tipo de arquivo criado pelo próprio usuário, é possível disponibilizar seleções com listas, músicas e até mesmo opiniões sobre os mais variados temas – como episódios de séries, filmes ou ocorrências na política. Ele pode ser ouvido a qualquer momento e em qualquer tipo de player portátil. Os podcasts têm como principal característica a possibilidade de ofertar conteúdo diferenciado e especializado para os ouvintes, livrando-os daquelas grades de programação muito amplas.

A seguir, confira como esse termo surgiu.

Qual a origem do podcast?

O termo podcast surgiu em 2004 da junção entre dois diferentes termos – broadcast (a famosa transmissão por meio da rádio e internet) e iPod. Esse conceito foi desenvolvido na prática por Adam Curry, que na época, trabalhava na MTV. Ele foi o responsável por disponibilizar na internet o primeiro 'agregador' deste formato de mídia – deixando o seu código aberto para que programadores e demais especialistas pudessem não só utilizá-lo, como também, aperfeiçoá-lo. Curry foi então o primeiro a transferir áudios do RSS para o iTunes, chamando este método de 'RSS to iPod'.

Foi a partir de então que muitos agregadores de podcasts começaram a surgir, disponibilizando ainda o recurso de download automatizado. Esses agregadores ganharam o nome de 'podcasting', conforme a própria sugestão do âncora do jornal norte-americano 'The Guardian', ainda em 2004. Vale lembrar que, por mais que o podcast faça referência ao iPod, ele não é reproduzido unicamente por meio desta mídia – mas por qualquer outro aparelho, estando presente já em todas plataformas de streaming de áudio.

Consumo de Podcast no Brasil

Desde o momento de origem do podcast até agora, muita coisa mudou. A produção desse tipo de mídia se tornou popular, junto com o acesso em massa à internet e também às inovações tecnológicas que contribuíram para que a audiência aumentasse, com adesão do público.

No Brasil, segundo pesquisa do Ibope (Conectaí), 40% dos brasileiros já ouviu um podcast, em sua maioria jovens entre 16 a 24 anos e que consomem  conteúdos variados em busca de entretenimento, cultura e aprendizado sobre os mais variados temas. Os smartphones e dispositivos móveis também facilitam este consumo, que geralmente é realizado durante outras atividades, seja no deslocamento no transporte público ou durante o trabalho.

A mesma pesquisa mostra dados interessantes sobre a plataforma preferida para ouvir podcasts: o YouTube, a plataforma de vídeos do Google. Talvez, pela facilidade de encontrar conteúdos e, muitas vezes, os programas são acompanhados de vídeo - formato conhecido como videocast. Para os usuários, o tempo de duração de até 15 minutos e a qualidade do áudio, ponto importante para os produtores de podcast, também são fundamentais para evitar que se perca no assunto do podcast.

É possível buscar facilmente sobre um canal de podcast, seja nas plataformas de streaming ou mesmo no Google Podcasts, que também funciona como um agregador, ou seja, nele é possível pesquisar, subir, ouvir e baixar áudios. Vamos falar sobre as plataformas de podcast em um tópico mais à frente.

Por que usar o podcast para o seu Marketing Digital?

Agora que você sabe o que é podcast, deve estar pensando em como trazê-lo para a sua estratégia de marketing digital – e nós lhe ajudaremos com isso! Os podcasts refletem diretamente em uma estratégia digital de alto alcance e baixo custo, ou seja, com um ótimo custo-benefício de implementação. Só para ter uma ideia, alguns podcasts podem ser realizados com transmissão ao vivo pelo YouTube, sendo posteriormente retransmitidos por plataformas totalmente gratuitas, assim como funciona o SoundCloud, por exemplo.

Além dos custos mais baixos e da possibilidade de garantir a expansão da marca para canais diferenciados, os podcasts também podem ser utilizados para tornar a sua empresa uma referência em determinado assunto, reforçando a autoridade naquele tema e colocando em prática as estratégias de audio marketing

Além disso, os podcasts também são usados para o alcance de usuários conhecidos como 'early-adopters', ou seja, que estão conhecendo a sua empresa agora. Obviamente, os podcasts também são aliados no aumento do engajamento, na atração de novos clientes e até mesmo em estratégias de SEO.

Temas mais comuns de Podcast

Conteúdo fácil e rápido para consumo, o formato podcast também é flexível para que os podcasters, os produtores de podcasts, possam apresentar seus programas. Dados da PodPesquisa 2019, realizada pela da Associação Brasileira de Podcasters, mostram que os 10 assuntos que mais atraíram a audiência foram:

  • Cultura Pop
  • Humor e comida
  • Ciência
  • História
  • Política
  • TV e Filmes
  • Sociedade e cultura
  • Tecnologia
  • Educação
  • Games

Isso dá sinais da segmentação de nichos de mercado que podem ser explorados por negócios que se relacionem com esses assuntos. Por outro lado, é importante observar que o podcast, assim como qualquer outro conteúdo, deve estar alinhado às demais estratégias de comunicação da empresa e, portanto, precisa levar em consideração o perfil e interesse da persona, para adequação da linguagem, tom de voz, divulgação e outros pontos.

O contrário a isso pode representar um produto sem conexão com os objetivos de construir e se relacionar com a audiência de interesse.

Dicas de como fazer um podcast de sucesso

Um dos principais motivos da popularização do podcast também tem a ver com a possibilidade de gravar, editar e compartilhar o material de forma ágil e sem a necessidade de muitos recursos.

De maneira simplificada, tecnicamente, é necessário fazer a captação do áudio, que pode ser pelo próprio celular ou com microfones profissionais, e então a edição que também pode ser feita por aplicativos básicos ou softwares mais robustos. Isso demonstra que não é preciso ter um estúdio profissional para gravar seu podcast, porém, é importante lembrar que a qualidade do áudio conta muito na hora de escutá-lo.

Veja só estas dicas que podem ajudar você a começar um podcast de sucesso sem a necessidade de uma grande estrutura:

  • Planeje um roteiro e pense no tempo de duração: O roteiro para podcast ajuda para que você possa conduzir melhor a gravação, principalmente se o assunto por extenso. Mesmo que a espontaneidade e o improviso sejam características do seu conteúdo, é importante não perder o fio do assunto. Outro ponto é o tempo do episódio ou programa. Não existe uma regra, existem podcasts de 15 minutos e outros de mais de 2 horas. Mas é importante saber que quanto mais longo, maior será o esforço para manter o ouvinte engajado.
  • Crie bons temas: A nossa recomendação é que você busque, ao máximo, a originalidade, criando podcasts com assuntos verdadeiramente diferenciados, de qualidade e relevantes. Evite os temas ultrapassados e que você já viu por aí antes, a não ser que você tenha algo novo a oferecer na abordagem.
  • Escolha participantes que entendem do assunto: Para que o podcast seja realmente envolvente, se o formato do seu podcast conta com entrevistas, convide para participar do mesmo uma pessoa com autoridade no assunto, independente de qual seja. 
  • Se preocupe com o nome do podcast: Afinal, o nome é tão chamativo como o título de um artigo de blog, por exemplo. Além disso, lembre-se que é dessa forma que a pesquisa será realizada nos motores de busca, melhorando os seus resultados com SEO.
  • Use bons equipamentos: Se você está começando, se preocupe em garantir que a captação seja feita sem ruídos, ainda que esteja utilizando o microfone do celular. Bons equipamentos tanto para a gravação como para a disponibilização do podcast (como veremos a seguir) também são fundamentais para que ele tenha boa qualidade.
  • Atenção na edição: Assim como em vídeos, a edição do podcast também pode contar com efeitos, transições, músicas e outros elementos que ajudam a criar uma atmosfera mais dinâmica, valiosa para prender a atenção de quem está ouvindo e tornar seu podcast mais atrativo. 

 

  • Considere a frequência para publicação: Resolveu criar um canal de podcast? Para conquistar os ouvintes, nesse caso, a publicação de novos episódios deve ser levada em consideração. Diário, semanal ou mensal, é você quem vai decidir qual a capacidade de produzir e publicar nas plataformas. O mais importante aqui é não frustrar a expectativa da audiência, que pode desengajar com facilidade ao encontrar um canal sem atualizações.
  • Compartilhe ao máximo: Não basta apenas publicar e deixar o podcast lá parado, esperando que alguém o encontre. A maioria dos ouvintes de podcasts, segundo a PodPesquisa, chega até os conteúdos pela indicação de outros usuários. Utilize outros canais, em especial as redes sociais, para divulgar seu podcast. Fazer parcerias com outros podcasters também pode ajudar a atrair novos ouvintes.

 

PostCast: nosso podcastde Marketing Digital

Sim, nós temos nosso próprio podcast! A primeira temporada do PostCast foi lançada em 2020 e responde às principais dúvidas da nossa audiência forma prática, sem embromação, falando sobre Marketing Digital e suas variadas estratégias, passando por temas como SEO, Inbound, links patrocinados e outros mais.

Quer ver como funciona na prática um podcast? Aproveite para ouvir e assistir enquanto conhece mais sobre o universo do Marketing Digital. Dê o play na sua plataforma de preferência!

Plataformas para você criar o seu podcast

O passo final é a publicação e divulgação e para isso será necessário encontrar uma ou mais plataformas para podcast. Veja a seguir algumas das mais conhecidas:

  • SoundCloud: O SoundCloud é um ótimo aplicativo para a disponibilização de músicas e podcasts como um todo. Ele suporta uma grande variedade de áudios (como MP3, OGG, WAVE, IFF e outros). É totalmente gratuito e possui como principais características: qualidade de som, simplicidade e velocidade para upload.
  • Spotify: Conhecido por funcionar como plataforma de streaming de música, que tem versões gratuita e paga para o usuário, o Spotify também é a plataforma preferida no Brasil para ouvir podcasts e serve como um agregador. Para realizar o upload e gerar o Feed RSS, que envia seu material para streamings variados, é possível utilizar o Anchor.
  • Google Podcasts: Que tal ter o seu podcast nos resultados de pesquisa do maior buscador do mundo? O Google Podcasts é o agregador de podcasts que pode ter um alcance importante por ser apresentado aos usuários ao realizarem uma pesquisa, podendo ser reproduzido no próprio navegador ou em aplicativo próprio. 
  • Apple PodCasts: O aplicativo é voltado apenas para usuários de iOS e, similar às outras plataformas, permite criar um canal gratuitamente. 

 

 

  • Spreaker: O Spreaker funciona de modo muito similar ao SoundClound. Ele permite a transmissão de áudios e conta ainda com algumas listas fixas de podcasts para você se inspirar, como New York Times, Mashable, Business Insider Reino Unido e outros.

E agora que você já sabe o que é podcast, o que ainda está esperando para utilizá-los ao seu favor na divulgação de seu negócio?

Quer saber mais sobre como divulgar a sua empresa? Faça o download do nosso material gratuito 'Manual Completo sobre Marketing de Conteúdo' e entenda como produzir materiais de qualidade para sua estratégia.

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019