Através do Google Ads, plataforma de anúncios e mídia paga do próprio Google, é possível planejar e lançar diversos tipos de campanhas, com variedade de opções de objetivos, formatos, metas, lances e mais os elementos de configuração. Especificamente para os aplicativos móveis, a plataforma oferece condições e mais formatos específicos para as chamadas campanhas para apps do Google Ads.

Tudo isso foi pensado justamente pelos bons resultados em vendas e engajamento que os aplicativos conquistam. Segundo o próprio Google, as taxas de conversão dentro dos apps é 3 vezes maior do que em sites e páginas convencionais. A taxa de abandono de carrinho também é menor, enquanto os pedidos e seus valores são mais altos. Mas é claro que nem todo aplicativo é voltado para vendas, e por isso existem mais objetivos e fatores para personalizar seus anúncios de apps.

A seguir, confira mais detalhes sobre as campanhas de anúncios para apps.

Objetivos e metas

Promover um aplicativo pode cobrir um dos seguintes objetivos:

  • Aumentar a descoberta;
  • Gerar downloads;
  • Impulsionar uso;
  • Ampliar o envolvimento e engajamento.

O Google Ads, pensando nestas situações, definiu algumas metas específicas para as campanhas de apps. Elas são separadas de acordo com o momento de cada aplicativo.

Na fase de pré-lançamento (pré-registro) e no próprio lançamento, a meta mais interessante é a de instalações. Neste ponto, os lances podem considerar o custo por instalação (CPI). Aqui, tenha em mente que já é necessário ter um aplicativo publicado no Google Play Store.

Para crescimentos e expansão do app, a meta desejada é a de usuários novos. E com a maturidade do aplicativo, garantindo que os usuários continuem dentro da experiência, a meta de engajamento é atrativa, inclusive por relembrar as funcionalidades e novidades que podem estar passando despercebidas.

É possível optar por metas mais específicas, alinhadas com as métricas relevantes para os objetivos de negócio. Para isso existem os eventos, que são ações específicas que o usuário deve cumprir, como cadastrar-se, fazer login, completar uma fase de jogo, convidar um novo usuário, adicionar um produto ao carrinho, fazer uma reserva, e assim em diante. Metas com os eventos ajudam no monitoramento de conversões.

Criando campanhas para apps com o Google Ads

Para criar seus anúncios, é importante seguir todas as instruções para conectar o Google Analytics e, assim, configurar suas campanhas com total segurança e garantia de resultados. Um ponto positivo é o fato de que as campanhas para apps usam anúncios automatizados, a partir justamente das informações que você inseriu na loja de aplicativos.

Anúncios automatizados, em toda sua extensão dentro do Google Ads, utilizam o aprendizado de máquina (machine learning). Os principais benefícios disso são o maior alcance dos anúncios, a relevância para os usuários atingidos e a simplicidade na programação da campanha. Apesar de automatizados, a marca pode controlar a veiculação excluindo alguns canais (brand safety), e também pode acrescentar fotos e vídeos para exibição com os anúncios.

Existem muitas outras especificidades e orientações para os anúncios de aplicativos. Recomendamos que você visite o Google Skillshop para obter sua certificação para campanhas de apps e também conhecer mais detalhes sobre publicação e otimização dos anúncios.

Inscreva-se no nosso canal no YouTube! Vídeos novos todas semanas sobre os melhores temas do Marketing Digital.

Luciana Gameiro
Luciana Gameiro
Luciana Gameiro

É jornalista e especialista em Comunicação e Marketing Digital. Redatora e analista das estratégias de Inbound. Está no canal da Post e sempre atualizada nos últimos memes.