Novas redes sociais sempre estão surgindo. A maioria não fará sucesso, e algumas serão compradas e absorvidas por outras antes mesmo que as conheçamos. Outras crescem significativamente e despertam a atenção dos usuários e das redes mais estabelecidas. Esta situação já chegou ao TikTok, rede social chinesa lançada em setembro de 2016 e com crescimento notável principalmente a partir de 2018. 

Esta é uma rede que já conquistou uma quantidade admirável de usuários, incluindo muitos jovens - a chamada geração Z. Segundo dados da Hootsuite, em 2019 o TikTok já apareceu como a 6ª rede social com maior número de usuários ativos. E segundo o próprio TikTok, o aplicativo conta com 800 milhões de usuários ativos por mês, dos quais 500 milhões são da China. 

E para além deste sucesso  impulsionado por vídeos divertidos, dancinhas, tutoriais, memes e a presença de influencers e artistas na rede, o aplicativo também é alvo de polêmicas por supostamente ameaçar a segurança de dados, sendo banido em países como a Índia.

A seguir, apresentamos o que é o TikTok, seus formatos de conteúdo e também os meios de utilizá-lo na sua estratégia de redes sociais. Vamos lá?

O que é o TikTok?

Retomando a abertura deste texto, o TikTok é uma rede social chinesa, mantida pela empresa ByteDance. O aplicativo nasceu em 2016 com o nome Douyin, que ainda é mantido na China. Embora já contasse com um grande número de usuários, sua expansão e adoção no exterior foi a partir de 2017, quando a ByteDance comprou o aplicativo Musical.ly, já amplamente adotado por jovens nos Estados Unidos e também no Brasil.

Especificamente no Brasil, não temos a quantidade exata de usuários da rede ou de downloads do app. Na pesquisa Digital 2020, 14% dos brasileiros indicaram utilizar o TikTok, atrás até mesmo de LinkedIn, Pinterest, Snapchat, Tumblr e Twitch. Porém, como tudo o que acontece no cenário digital, podemos esperar um grande aumento de usuários do TikTok dentro deste ano.

Formatos de conteúdo na rede

O formato do TikTok sempre foi o mesmo, voltado apenas para o aplicativo móvel para a produção, publicação e visualização de vídeos curtos, no formato vertical. Hoje, a rede disponibiliza efeitos de câmera e filtros para o rosto, o ambiente e a voz. Os usuários investem na possibilidade de fazer cortes rápidos para trabalhar com transições. 

A rede tem hashtags que funcionam como no Instagram e Twitter, e permite o uso de músicas ou de áudios para os vídeos, que geralmente não passam de 1 minuto. Os challenges (desafios) e os duetos também são formatos de vídeos que impulsionaram essa rede. É possível comentar e compartilhar os vídeos fora do aplicativo, além de seguir os perfis.

TikTok e Marketing

Além da possibilidade de criar páginas de empresas na rede, o TikTok oferece soluções para quem quer anunciar na rede. Estima-se que o custo médio em CPM (por mil impressões) é de US$10. Muitas marcas trabalham a presença na rede criando desafios e impulsionando hashtags específicas.

Outro meio de promover uma marca ou produto na rede é através dos influenciadores digitais. Existem perfis nativos da rede e outros de celebridades ou de influenciadores originados de outras redes.

Investir no TikTok deve ser feito apenas com um bom planejamento, incluindo pesquisa sobre a sua persona, sobre os formatos de conteúdo viáveis e considerando seu orçamento e as ferramentas para acompanhar estas ações. Ter uma estratégia de Marketing Digital mais ampla e completa sempre é interessante, distribuindo suas ações com inteligência.

Esperamos que você tenha conhecido o TikTok aqui, mas recomendamos também que você baixe o aplicativo e assista alguns vídeos para entender quem está ali. Por fim, fica o convite também para que você assine a nossa newsletter, em que enviamos nossos últimos textos e vídeos todos meses. Basta preencher o banner aqui embaixo.

Luciana Gameiro
Luciana Gameiro
Luciana Gameiro

É jornalista e especialista em Comunicação e Marketing Digital. Redatora e analista das estratégias de Inbound. Está no canal da Post e sempre atualizada nos últimos memes.