Para quem está buscando entender melhor o universo online e otimizar a estratégia digital, conhecer o que é o conceito de black hat é fundamental, já que é o mais famoso e conhecido de todos, mas mesmo assim ainda bastante nebuloso. Conhecer o Facebook ADS também é muito importante, porque ele é um serviço do Facebook em que se administra campanhas de marketing digital, por isso, te oferecemos o ebook 'Manual do Facebook ADS' gratuitamente, baixe já e faça os anúncios de sua empresa nessa rede social.

Algumas vezes, contratamos profissionais "especializados" para otimizar o nosso site sem muita pesquisa e atenção, e elas podem utilizar táticas consideradas proibidas pelos buscadores, o que fará com que sua página seja penalizada e corra até o risco de ser banida das buscas dos usuários. Isso é um problema muito grave que pode ser o responsável por comprometer toda a sua estratégia de marketing, afinal, quem não é visto não é lembrado, não é mesmo?

Para que sua empresa não caia nestas armadilhas, vamos explicar de forma bastante simples o que é o black hat e quais são as principais técnicas que não podem ser utilizadas de forma alguma no seu site corporativo ou blog. Conhecendo-as, você será capaz de identificá-las melhor e falar com sua equipe de web marketing de forma mais segura. Vamos lá?

O que é Black hat

Black hat é um termo em inglês que significa chapéu preto. Esta expressão tão utilizada nos dias de hoje tem uma inspiração nos antigos filmes de faroeste americano, nos quais o mocinho quase sempre aparecia nas telas usando um chapéu branco ou claro, enquanto do outro lado, o vilão aparecia sempre utilizando um chapéu preto ou escuro. E é por esta inspiração que as técnicas de SEO utilizadas no mundo todo na sua estratégia digital, consideradas boas e corretas, são chamadas de white hat, enquanto as técnicas consideradas erradas e passíveis de punição pelos buscadores são chamadas popularmente de black hat.

Black hat é um termo antigo e muito utilizado na informática. Além disso, é um termo que possui uma ampla aplicação online. O mesmo termo pode ser usado para técnicas ou pessoas que fazem uso de formas não autorizadas para alcançar objetivos. Pode ser o acesso a informações confidenciais, a sistemas protegidos e até a monetização feita por meio de meios não autorizados pelo órgão, empresa ou pessoa responsável. São todas as formas utilizadas para burlar os buscadores sem trazer conteúdo relevante para os usuários. Os buscadores estão sempre procurando trazer para os primeiros resultados, aquilo que realmente seja relevante e não somente propaganda pura sem conteúdo.

Como o principal buscador atualmente é o Google, neste artigo serão abordadas as técnicas que são consideradas como black hat somente para o Google, e as informações que constam aqui foram retiradas das diretrizes para webmasters que podem ser encontradas no site da empresa.

As técnicas de black hat mais utilizadas e conhecidas são chamadas da seguinte forma:

  • Keyword Stuffing;
  • Texto invisível;
  • Cloaking;
  • Doorway page;
  • Link Farms.

Keyword Stuffing

Esta técnica muitas vezes é utilizada sem que as pessoas saibam que é considerada black hat. Quando alguém não entende muito das estratégias de marketing costuma achar que quanto mais vezes a palavra-chave aparecer no texto, melhor será. Mas, na verdade, é o contrário. O robô do Google costuma caracterizar esta técnica como Keyword Sutting e considera toda a página como spam. Portanto, opte sempre por um conteúdo de qualidade e não a simples repetição das palavras-chave.

Texto invisível

O texto invisível ou texto escondido pode passar despercebido, já que como o nome diz, trata-se de uma técnica que esconde as palavras-chave no texto da página. O texto normalmente é ocultado das seguintes formas:

  • Texto e fundo da mesma cor;
  • Pocisionar textos atrás de imagens;
  • Através do CSS, posicionar o texto para fora da tela;
  • Colocar 0 (zero) como tamanho da fonte do texto;
  • Esconder um link associado apenas um pequeno caractere.

Caso o programador pratique algum dos itens acima, mais cedo ou mais tarde o robô do Google vai encontrar e considerar a prática também como black hat.

Cloaking

O cloaking pode ser utilizado também como white hat, mas se mal feito pode facilmente ser considerado um black hat. A técnica nada mais é do que a forma de mostrar conteúdos diferentes para diferentes usuários. Quando a página reconhece que está sendo visitada por um robô buscador, abre uma página cheia de palavras-chave e com conteúdo diferente somente para ser melhor classificada. Mas quando é um usuário comum, abrirá uma página normal.

Doorway page

Esta técnica é muito utilizada, apesar de ser facilmente resolvida. Muitas empresas possuem páginas consideradas ruins, em alguns casos estas páginas são somente uma imagem sem conteúdo em texto, ou ainda feitas em flash. Nestes casos, as páginas não serão bem classificadas pelos buscadores, e os programadores somente compram diversos domínios diferentes que contenham a palavra-chave, mas que levam sempre para a mesma página. Isso vai ser considerado um black hat.

Link Farm

O link farm é uma estratégia que está ligada ao doorway page. Ou seja, trata-se também da criação de diversos endereços diferentes todos otimizados, mas que no final das contas levarão para o mesmo site.

Como evitar o black hat e otimizar seu site de forma positiva e eficiente?

Primeiro, opte por conteúdo relevante de verdade e evite encher as páginas com palavras-chave repetidas que, além de deixarem os textos muito ruins para seus clientes, ainda podem ser consideradas SPAM.

Ao contratar uma empresa para fazer o SEO de suas páginas, busque referências e tenha certeza de que a empresa possui bons resultados e não páginas que foram penalizadas dos buscadores. E, como sempre, evite contratar uma empresa somente porque apresenta o menor orçamento. Lembre-se que a estratégia digital vai ter um peso cada vez maior para a sua empresa e pode ser responsável por garantir vida longa e crescimento de mercado.

Se você não tiver muita experiência em SEO, poderá cair nas ciladas de profissionais que defendem as vantagens destas técnicas. Muitas vezes, em um primeiro momento, os sites que utilizam técnicas consideradas black hat podem alcançar resultados positivos, mas no longo prazo são péssimas para a saúde e a vida longa do seu site.

Portanto, o ideal é aprender como evitar black hat e utilizar técnicas que otimizem seu site para os buscadores, utilizando formas consideradas corretas ou white hats. E, acredite, é muito mais fácil do que praticar as negativas.

Quer saber mais sobre 

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019