Segundo site mais acessado no Brasil, o Youtube é a maior plataforma de mídia audiovisual do mundo tem estatísticas bilionárias. Os mais de 1,9 bilhões de usuários conectados mensalmente (quase um terço de toda internet) que consomem mais de 1 bi de horas de vídeo por dia, que geram outros tanto bilhões de visualizações, comentários, curtidas e compartilhamentos.

Esses números impressionam e demonstram o poder do Youtube, lançado em 2005, e que vem modificando, desde então, a forma com que consumimos conteúdo audiovisual, oferecendo espaço para criação de canais chegando a incomodar a hegemonia das emissoras de televisão de todo o mundo. Os mais de 98 milhões de brasileiros que possuem um perfil na plataforma passam, em média, 4h30 por dia no Youtube.

Assim como outras redes sociais, o YouTube é hoje uma importante ferramenta para estratégias de marketing digital, pelo alto consumo de conteúdo e através publicação de anúncios através do Youtube Ads.

Para empresas, motivos para ter um canal no youtube não faltam: comunicação direta com o público, publicidade da marca com custo benefício positivo e segmentações que podem gerar insights importantes para estratégias de marketing estão entre os benefícios de investir na produção de conteúdos para a plataforma. são webcelebridades conhecidas como youtubers que fazem grande sucesso acumulam milhares de inscritos abordando os mais variados temas.

Mas de onde vem tanto sucesso? Além da qualidade das imagens e conteúdos, o SEO para vídeos no Youtube é decisivo para que o usuário possa encontrar um vídeo durante a sua pesquisa.

Por que fazer SEO para Youtube?

A força do audiovisual é tremenda, quando o assunto é consumo de conteúdo, já que esse formato tem se tornado cada vez mais popular e de fácil assimilação pelo público no ambiente virtual.

O YouTube é a segunda ferramenta mais utilizada para pesquisas na internet e representa uma oportunidade para marcas que desejam gerar valores positivos com estratégias de brand equity.

Contudo, o potencial da plataforma ainda é pouco explorado pela maioria das empresas e, as que já estão investindo estão na busca constante para se destacar e sair na frente. Há uma infinidade de campanhas publicitárias, vídeos institucionais, tutoriais, passo a passo, reportagens, materiais de arquivo, vlogs e outros tanto formatos sendo produzidos neste exato momento, visto a estimativa de mais de 400 horas de vídeo enviadas por minuto.

Então, se o objetivo é conquistar mais inscritos e visualizações para os seus vídeos e aumentar o engajamento do público no Youtube, sua atenção deve estar voltada para o uso palavras-chave e outras técnicas para atrair e conquistar a audiência.

Perdendo apenas para o Google em volume, o youtube funciona como um mecanismo de busca e, por esse motivo, a otimização se torna essencial para o ranqueamento nos SERPs (Search Engine Results Page). Além disso, os resultados de pesquisas aparecem também para usuários do buscador, evidenciando a necessidade de otimização para vídeos.

Tudo sobre SEO

Um bom roteiro, gravação e edição contam muitos pontos a favor para que seu conteúdo esteja na frente, mas apenas isso não basta. Assim como as páginas de um site e blog posts, o conteúdo presente nas páginas de vídeos também deve ser otimizado.

Por esse motivo, para colocar um vídeo nas primeiras posições, é essencial otimizá-los seguindo algumas técnicas conhecidas de SEO, mas com foco nas estratégias específicas para o YouTube.

Ao longo deste post, selecionamos as principais práticas de otimização de SEO para Youtube para você aplicar nos seus vídeos. Vamos lá?

Como fazer SEO para Youtube?

Provavelmente você já deve ter buscado algum vídeo no Youtube quando esteve com alguma dúvida ou precisou saber mais sobre determinado assunto. É possível encontrar todos os mais variados temas, seja história da arte, receitas culinárias, geometria analítica, dicas sobre investimentos ou marketing digital.

Em alguns casos, porém, é comum se deparar com vídeos que não correspondam a exatamente o assunto da sua intenção de busca. Isso prejudica a experiência do usuário e torna desmotivante continuar assistindo, não é mesmo?

Do ponto de vista de quem produz conteúdo, não ser encontrado é o problema que representa a ponta do iceberg. Como as pessoas poderão engajar se elas nem ao menos tem acesso ao seu conteúdo?

É justamente essa função da otimização do SEO: sugerir a correspondência entre o que você digita com os conteúdos apresentados pelo buscador.

Confira um checklist de SEO para Youtube para você aplicar agora mesmo no seu canal!

Palavras-chave

Os robôs dos buscadores (ainda) não capazes de ler o que está sendo dito no vídeo, apenas o que está escrito na página. Por esse motivo, o funcionamento de SEO para YouTube é similar ao do Google, através da correspondência entre os termos pesquisados pelos usuários e as palavras-chave relacionadas no conteúdo do vídeo.

A otimização para palavras-chave é o método mais básico e essencial, pois estarão presentes em títulos, URLs, descrições e até mesmo no nome do arquivo de upload dos vídeos, para que o buscador seja capaz de encontrar e apresentá-los nos resultados de pesquisas.

Para pesquisar palavras chave para youtube, comece descobrindo o volume de buscas através de ferramentas como o Google Keyword Planner, o SEM Rush e o Ubersuggest.

Existem ainda ferramentas de SEO mais completas que tem com foco estatísticas específicas sobre o Youtube, como o vidIQ e o TubeBuddy que fornecem outros dados sobre engajamento.

Selecione os termos com maior volume que estejam relacionados ao assunto do seu vídeo e lembre-se de utilizar a semântica como aliada na hora de construir títulos e descrições que sejam relevantes, como palavras-chave long tail.

Título do vídeo

Os títulos para vídeos no YouTube são o cartão de visita para o seu conteúdo e representa uma isca poderosa para os cliques e visualizações. Por esse motivo, além do uso de palavras-chave no ínicio, é necessário que ele seja atrativo e, obviamente, esteja alinhado ao conteúdo apresentado.

Ou seja, o vídeo deve cumprir a promessa descrita no título, caso contrário, uma das consequência será o aumento das taxas de rejeição e, consequentemente, queda de relevância. Atente-se para títulos sensacionalistas e polêmicos, que possam prejudicar a experiência do usuário.

O limite recomendado de até 50 caracteres é mais que suficiente para criar um título criativo e otimizado, que desperte a curiosidade e motive o usuário a visualizar seu vídeo.

Tags

As tags para Youtube são marcadores que influenciam na indexação de vídeos para os resultados de buscas e merecem atenção especial na sua estratégia de otimização. Através de palavras-chave relacionadas ao tema do seu vídeo.

Além da busca através das ferramentas de palavras-chave, vale à pena pesquisar nos vídeos mais bem sucedidos da concorrência e identificar quais tags foram utilizadas. para consultá-las, basta pesquisar no “código fonte da página”, clicando com o botão direito e depois utilizando o comando Ctrl+F para localizar “keywords”.

Outra forma de obter insights é digitar a palavra-chave na pesquisa do Youtube e verificar as sugestões. Quando você faz o upload de um vídeo, são sugeridas TAGs que podem ajudar nessa escolha.

Atente-se a quantidade de TAGs, dando preferência a no máximo 7 tags que compreendem os 120 caracteres permitidos.

Nome do arquivo para upload

Também é relevante otimizar para SEO o nome do arquivo de upload, criando uma extensão antes mesmo de subir o vídeo. Para isso, basta utilizar a palavra-chave como, por exemplo, “tudo-sobre-seo-para-youtube.mp4”.

Essa estratégia auxilia com que o YouTube identifique desde o primeiro momento do que se trata o vídeo. Assim como nas TAGs, não é necessário diferenciar maiúsculas e minúsculas ou exagerar nesse título.

Descrição

Essencialmente informativa, a descrição para vídeos no YouTube, também deve ser otimizada utilizando palavras-chave relacionadas ao tema e que também estão presentes no título.

O espaço de 5000 caracteres deve conter o resumo sobre o assunto do vídeo, inserindo quais pontos serão abordados e gerando valor para a audiência. Atente-se para o fato de que as três primeiras linhas são as mais importantes (assim como os 15 primeiros segundos de um vídeo) e, por isso, você deve aproveitar esse espaço para fornecer as informações mais relevantes.

A descrição também é o espaço onde você pode inserir links complementares que direcionam para um site, blog e, principalmente, para suas redes sociais. Vale à pena também transcrever o roteiro dos vídeos, desde que esteja no limite de caracteres. Para o SEO, essa estratégia beneficia o ranqueamento, afinal, o buscador faz a leitura da informação em texto.

Hashtags

Populares em outras redes sociais como Instagram e Twitter, as hashtags no Youtube também fazem parte da estratégia de SEO, pois auxiliam na indexação dos vídeos e podem ser visualizadas acima do título e na descrição em forma de links clicáveis.

Por esse motivo, o uso de hashtags vai ajudar com que seus vídeos façam parte de listas que são acessadas quando o usuário clica em uma dos termos. Tenha cuidado com a quantidade, já que a plataforma penaliza vídeos que tenham na descrição mais de 15 hashtags, sendo recomendado no máximo 3 hashtags por página.

Cards interativos e telas finais

É importante sempre lembrar da importância da experiência do usuário no YouTube para definir quais elementos podem ser otimizados. A própria plataforma promove mudanças constantes e uma delas foi a extinção das anotações que apareciam durante a exibição do vídeo. Com o passar do tempo, esse recurso se tornou um incômodo pois poluíam a tela e dificultavam a visualização.

Como alternativa bem mais discreta, surgiram os cards interativos que permitem a inserção de links e CTAs para outros canais, sites e produtos, pesquisas interativas e para playlists específicas do seu canal ao longo do tempo de exibição. O comportamento e a interação dos espectadores pode ser verificado no relatório de cards do Youtube Analytics, fornecendo insights que ajudam a melhorar o engajamento.

Existe ainda a possibilidade de utilizar o recurso de telas finais do Youtube nos últimos 5 a 20 segundos de um vídeo, com elementos de direcionamento para vídeos, playlists, inscrição no canal e links do Programa de Parcerias do YouTube.

Thumbnail (Miniatura)

Quem nunca foi atraído pela miniatura de um vídeo e clicou na sugestão do Youtube, não é mesmo? Ainda que as imagens dos vídeos não sejam fatores para ranqueamento, o volume de acessos resultantes da curiosidade das Thumbnails. Esse será o primeiro contato das público. Sendo assim, investir em capas de vídeo mais atrativas pode influenciar na popularidade e, consequentemente, no engajamento.

Algumas dicas como utilizar fontes grandes e legíveis ajuda a fisgar a atenção, até mesmo dos usuários que visualizam em telas de smarthphones. O cuidado com a escolha de imagens, cores, ícones e outros elementos gráficos deve ser o mesmo dado ao conteúdo do vídeo: devem estar alinhados ao tipo de público, linguagem do roteiro, identidade visual da sua marca e etc. A regra aqui é causar uma excelente primeira impressão e criar o desejo em assistir o seu vídeo.

Um dos especialistas em Youtube no Brasil, Camilo Coutinho sugere a regra dos 3E’s para personalização de miniaturas. Quando utilizar fotos, os olhos (Eyes) devem estar abertos e direcionados para para criar conexão direta. As imagens devem demonstrar emoções (Emotions) em cenas de afeto, humor, suspense e excitação (Excitement) para despertar a curiosidade e motivar o clique para visualização.

Legendas e Closed Caption (CC)

A acessibilidade conta pontos a favor para o SEO e adicionar legendas nos vídeos é um recurso que contribui para a escaneabilidade do conteúdo, além de torná-lo acessível a pessoas com algum grau de deficiência auditiva ou estrangeiros. O YouTube possui a opção legendas automáticas, porém, essas não são a melhor opção.

O ideal é adicionar suas próprias legendas, transcrevendo o conteúdo do vídeo e sincronizando diretamente no Estúdio de Criação do Youtube.

Script e roteiro para vídeos

Criar um roteiro influência no sucesso do engajamento em um vídeo, independente do tipo de audiência, desejos, necessidades e objetivos da sua estratégia. Alguns diferenciais como o dinamismo, coerência e interação com o público fazem parte de estratégias para conquistar a atenção e engajar seguidores.

Desde a escolha do tema, tempo de duração do vídeo, ordem e ritmo de apresentação das informações e gatilhos mentais, tom de voz, chamadas para ação até a edição final do áudio e imagens podem (e devem!) ser roteirizadas em um script de vídeo do Youtube.

Nesse documento são descritas as cenas, falas, cenários, equipamentos e orientações para gravação e edição dos vídeos e você não deve se preocupar se ainda é um iniciante ou se acredita que essa estratégia é válida apenas para grandes produções. É justamente essa ferramenta que fará diferença para melhorar a qualidade técnica dos vídeos.

Pensando no conteúdo dos diálogos e falas, as call to action devem ser breves, como o convite para a inscrever-se no canal e ativar notificações, por exemplo, devem ser feitas no meio do vídeo. Isso porque a taxa de rejeição dos espectadores que tende a ser crescente em dois momentos: quando ele clica e já nos primeiros segundos não reconhece valor para continuar assistindo ou quando é sinalizado o final do vídeo.

Especialistas recomendam que no início do vídeo, seja feita uma promessa para quem assistir até o final e que deve ser cumprida, obviamente. Ao final, você pode mencionar outros vídeos e playlists presentes no canal que sejam úteis para o público interessado no assunto. Ao convidar para engajamento, utilize perguntas simples e fáceis de serem respondidas nos comentários ou enviadas por e-mail e mensagens em redes sociais.

Lembra das telas finais? Elas podem ser utilizadas para apresentar esses conteúdos extras através de trailers, causando o Efeito Netflix, onde o engajamento é estimulado pelas recomendações de vídeos que sejam compatíveis aos interesses do espectador, com base no consumo de filmes e séries.

Existem diversas formas de se produzir um roteiro de vídeo marketing. A metodologia GRD (gancho, resultados e depoimento), na qual é preciso chamar a atenção de quem visualiza o vídeo, criando um Gancho através do reforço da sua dor, urgências e ou necessidades já no começo do vídeo, criando questionamentos. O passo seguinte é apresentar qual será a solução e demonstrar o Resultados ela poderá obter, ajudando a criar credibilidade para sua marca. O passo final é apresentar Depoimentos que ilustram quais ganhos ou benefícios são alcançados com essa solução.

Confira 7 estratégias de como fazer video marketing

Comentários

A interação nos comentários é essencial para potencializar o engajamento com a audiência em canais do YouTube. Esse espaço é valioso para interação, já que permite uma extensão da conversa iniciada no vídeo. O recurso permite que você marque como gostei ou não gostei, poste, exclua e responda, além de fixar cometários no topo.

Se você tem aspirações a se tornar um youtuber ou se é uma empresa, responder aos comentários da audiência é essencial para criar relacionamento com o público e apresentar os valores de uma marca e gerar valor para produtos e serviços.

Essa estratégia de marketing é conhecida como Brand Equity ou Equidade da Marca, e que também pode ser aplicada através de parcerias em outros canais.

Parcerias

As parcerias entre canais no YouTube são extremamente valiosas para criação de conteúdos personalizados e aumento da popularidade e engajamento. Conhecidas como collabs, as colaborações entre produtores de conteúdo podem ser feitas de diversas formas como por exemplo, entrevistas com referências de mercado, celebridades e donos de outros canais, transmissões ao vivo (webinars), viagens e tantos outros.

Mais uma vez a relevância para o público deve figurar como protagonista, já que para garantir a efetividade da estratégia, é necessário que a parceria tenha como foco o valor do conteúdo para ambas as audiências. Por esse motivo, pesquise e compare o perfil do público antes de propor ou participar de uma colab.

Simpatia, criatividade e visibilidade em outros canais contribui para que você possa conquistar novos inscritos e ser reconhecido para um público diferente do seu.

Direitos autorais e Content ID

Assim como obras literárias, cinematográficas e musicais, os vídeos postados no YouTube social estão sujeitos a penalidades possuem materiais como imagens, citações e trilhas sem autorização, mesmo que por alguns segundos, dando créditos

Violar os direitos autorais no YouTube pode resultar na retirada de um vídeo do ar e prejudicar o ranqueamento. A plataforma possui um sistema chamado Content ID que ajuda proprietários de conteúdos originais a identificar e reivindicar direitos sobre trilhas e imagens utilizadas em outros vídeos.

Para evitar que seu conteúdo seja retirado do ar e evitar transtornos para o seu canal, você pode utilizar ferramentas para fazer o download de trilhas musicais, templates e outros elementos gráficos como o Envato (pago) ou a Biblioteca de Áudio do YouTube (gratuita).

Capa e vídeo de apresentação do canal

Ter muitos subscribers é um dos objetivos de quem inicia um canal, mas como você pode ter percebido até aqui, engajamento e alcance são os principais geradores de receita.

Assim como a home de um site, a página de apresentação do canal no Youtube deve ser otimizada. Podemos dizer que essa página principal é como uma fachada e o vídeo de apresentação é a porta de entrada. Nesse caso, além das boas vindas, esse trailer é funciona como um spoiler sobre o que o público irá conferir no conteúdo do seu canal.

A capa do Youtube pode conter além da sua marca, datas sobre de lançamentos novos vídeos, eventos e outras informações que possam agregar valor e motivar o visitante a se tornar um inscrito. Não se esqueça de conectar outras redes sociais no YouTube e o endereço do seu site/blog, pois elas aparecerão como link no lado inferior direito da capa!

Confira o Guia Completo com Dimensões de imagens e anúncios nas redes sociais

Compartilhamento

Vídeo no ar, e agora? O compartilhamento de vídeos é um hábito comum e, por isso, fator essencial para o engajamento do público. O primeiro passo deve ser dado nas primeiras 24h após a publicação você deve concentrar esforços para divulgá-lo.

Além das páginas de redes sociais, as notificações de push, grupos de discussão, e-mail marketing contribuem para que o link do vídeo alcance mais pessoas e potencializa a audiência.

Criar playlists para segmentar assuntos ou séries e incorporar vídeos do YouTube em páginas do seu site/blog também permitem potencializar o engajamento em vídeos através de estratégias de link building.

O algoritmo do YouTube reconhece vídeos como tendências em cada país, o famoso “Em alta”. Essa lista é atualizada a cada 15 minutos e possui conteúdos que têm mais chances de agradar ao público em geral, como clipes, trailers de filmes e também vídeos virais.

Métricas do Youtube

Para o sucesso nos resultados de uma estratégia de marketing no YouTube, é mais que necessário acompanhar as métricas de engajamento,

Os dados disponíveis no Youtube Analytics servem para entender o comportamento da audiência nos seus vídeos e gerar insights importantes para que você possa aprimorar técnicas de SEO para aumentar o alcance e a qualidade dos conteúdos. Os relatórios do Youtube Analytics são apresentados em três segmentos de dados, sendo:

• Relatórios de receita: onde serão apresentados os ganhos estimados e desempenho de anúncios na plataforma.
• Relatórios de tempo de exibição: fornecendo dados sobre visualizações, origens de tráfego por localização, dispositivo e e retenção de público.
• Relatórios de interação: apresentando informações sobre inscrições no canal, comentários, likes e deslikes e outras métricas de engajamento.

Para criação de anúncios no Youtube, essas informações são de grande valor, pois permitem refinar e criar segmentações de público.

Aprenda como anunciar no YouTube

Com foco no tráfego orgânico, alguns dois destes relatórios podem ter insights preciosos para você aprimorar sua estratégia.

O Relatório de Retenção de Público apresenta taxa da audiência retidas em cada parte do vídeo. Especialistas indicam que o ideal é que se tenha no mínimo de 50% de retenção.

Quando observadas quedas acentuadas no gráfico, é importante perceber o que foi apresentado naquele instante. Geralmente, essa queda é mais notável no começo, quando o conteúdo não corresponde à expectativa ou não é instigante o suficiente para o visitante, e nos momentos finais do vídeo, quando o público entende que não haverá nenhuma informação relevante.

Para evitar o desinteresse e abandono, além de seguir as dicas de roteiro, é recomendado inserir um card interativo antes do ponto crítico de queda no gráfico de “Tempo de Visualização” de cada vídeo, com objetivo de levar o usuário para outros vídeos do canal e também o recurso de telas finais para inserir sugestões.

Extra: Como viralizar um vídeo no YouTube?

Nem fórmula do sucesso, nem sorte. A expectativa por um boom de audiência no canal leva a acreditar que essas são as duas principais razões para viralizar conteúdos no Youtube. Sabendo do funcionamento do algoritmo e da importância do conteúdo para o sucesso de um canal, fica claro que a persistência é o elemento-chave para conquistar o sucesso.

Tanto quanto a frequência de postagens, é necessário melhorar a qualidade de vídeos, com equipamentos de qualidade e um roteiro que se conecte de forma sincera e instantânea com o seu público.

Os conteúdos educativos são a principal aposta, já que as pessoas utilizam o YouTube também para aprender algo novo, independente do assunto. Exemplos de sucesso de engajamento e visualizações não faltam, e você já deve ter visualizado ao menos um vídeo de algum deles, como o canal Me Poupe sobre educação financeira, Você Sabia? sobre curiosidades gerais, Manual do Mundo de curiosidades científicas, Ana Maria Brogui com receitas culinárias e por aí vai.

O YouTube Creators é uma das funcionalidades disponibilizadas pela plataforma de orientam e fornecem insights de boas práticas para criadores de conteúdo que buscam melhorar e destacar seus vídeos.

Não menos importante, saiba que conteúdos com teor ofensivo e prejudicial são vetados e podem ser penalizados com a suspensão da conta do usuário. Além do bom senso, vale à pena consultar as diretrizes da plataforma para garantir que o conteúdo esteja de acordo com a política e segurança do Youtube.

Que tal começar agora mesmo? Se quiser saber mais sobre Marketing Viral, confira nossas 4 dicas de como fazer um conteúdo viralizar.

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019