Antes de ter chegado até este artigo, muito provavelmente você já deve ter visto tantas outras ferramentas, recursos e estratégias de gestão para agências de marketing digital. Esta busca, geralmente, tem origem na necessidade de conseguir resolver problemas que prejudicam o desempenho da produtividade e o avanço nos negócios.

O Playbook de Marketing, também chamado de Playbook de Operações de Marketing, é um desses recursos, que serve, basicamente, como um manual de instruções para orientar processos internos.

Continue lendo este artigo para entender o que é um playbook de marketing e como utilizá-lo na rotina da sua agência.

O que é um Playbook em Marketing?

Trata-se de um documento, estruturado nos formatos de ebook ou vídeo, que descreve, passo a passo, cada uma das funções, cargos, tarefas, ferramentas e outros itens que fazem parte da operação da agência. Inicialmente utilizado pelo time ou responsável de vendas, o playbook se tornou uma ferramenta importante, neste caso, no onboarding de clientes e novos colaboradores de agências.

Sendo direcionado e também feito para pessoas, a construção de um playbook deve ter caráter didático e, na prática, ele se mostra um organismo vivo, afinal os processos também se tornam obsoletos e se renovam, agregando novos conhecimentos e saberes.

Na prática, o playbook serve como suporte para que quem o consome seja capaz de aprender seu conteúdo e, o mais importante, executar tarefas conforme as orientações. No próximo tópico, você entenderá melhor quando usar um playbook.

Quando usar um playbook?

Similar às funções de um tutorial, o playbook assume o papel de servir como suporte, principalmente no primeiro contato do colaborador com os processos internos. 

Ao ser contratado para determinado cargo ou função, o conjunto de atividades desenvolvidas inclui acessos à plataformas, elaboração de relatórios, preenchimentos de formulários, dentre outras tantas demandas comuns na rotina. Todas essas ações serão descritas nos playbooks. 

Dessa forma, os responsáveis pela criação do playbook serão pessoas que tenham conhecimento suficiente para registrar cada etapa ou funcionalidade, seja qual for o formato escolhido. Além de otimizar o tempo de gestores no onboarding de colaboradores, o playbook guia as melhores práticas e pode ser consultado sempre que necessário.

Independentemente da área, seja no setor de criação, comercial ou de analistas, construir playbooks beneficia a comunicação, o fluxo de trabalho e também a construção de processos de gestão, uma vez que direciona a atenção para maneiras inteligentes de utilizá-los.

Produzir playbooks para clientes também auxilia para que o onboarding aconteça com menos entraves em relação a setups, ajustes e aprovações. Isso porque este material vai ajudar a guiar, por exemplo, a aprovação de posts em ferramentas para redes sociais, a instalação de plugins do Wordpress ou mesmo na emissão dos boletos de pagamento.

Modelos de playbook para agências

Acompanhando até aqui, você pode já estar convencido de que o playbook é uma ferramenta importante para o ensino e aprendizagem dentro e fora da agência, e que também traz retornos importantes como escalonamento das operações.

Para construção de um playbook, dependendo do formato, será necessário colocar no papel todas as etapas do processo. Neste ponto, caso opte por um vídeo, o material escrito servirá como roteiro. É importante prezar pela objetividade e prever as possíveis dúvidas de quem consumirá este conteúdo

Quanto aos modelos de playbook, é importante lembrar que a quantidade de informações dependerá da complexidade do tema abordado e os direcionamentos selecionados pelo responsável em criá-lo. Essas são algumas das nossas sugestões de temas (por área) que podem ser implementados:

  • Ferramentas (Google Ads, Gerenciador de Anúncios, CRM, agendamento de redes sociais)
  • Conteúdo (redação de ebooks, blogposts, legendas e roteiros)
  • Design (criação de landing pages e edição de vídeos)
  • Gestão (timesheet, registro de ponto, armazenamento e backup de arquivos)

Que tal começar agora mesmo? Veja este outro material onde a gente explica como criar um playbook para marketing digital.

Douglas Gomes
Douglas Gomes
Douglas Gomes

Mineiro e Jornalista. Assistente de Marketing Digital e Redator de Conteúdo na Post Digital. Certificações em Produção de Conteúdo para Web, Inbound e Outbound Marketing, Sales e Google Ads e Analytics.