Já falamos aqui no blog sobre o Facebook Gaming, uma plataforma exclusiva da rede para transmissão de games. Os serviços de lives, com transmissão de vídeo ao vivo,estão sendo amplamentes explorados no período de isolamento social, e o streaming de video games também não é nenhuma novidade. Antes do Facebook Gaming, uma plataforma igualmente popular para o objetivo é a Twitch.

Embora não seja uma plataforma indispensável para o Marketing Digital, inclusive tendo pouca relação com os objetivos de uma estratégia, é interessante conhecer a Twitch e saber como ela impacta um mercado consumidor extenso, nichado e com grande poder de compra. Começamos recuperando um pouco do que já apresentamos sobre o mercado de games e então apontando os principais diferenciais da Twitch. Confira!

Gamers brasileiros

Segundo a Pesquisa Game Brasil 2020, 53,8% do público brasileiro de videogames é de mulheres. A plataforma preferida para jogar são os celulares e smartphones (52%), seguida de console (19,9%), computador (14,2%), notebook (8,6%) e Smart TV ou portátil (1,8%).

Para se informar sobre novos jogos e atualizações, 38,3% preferem as redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter) e 37,4% indicam o YouTube.

Já em relação aos eSports, que são competições esportivas dentro dos video games online, quando perguntados sobre os canais utilizados para acompanhar o cenário, os entrevistados se dividiram entre:

  • YouTube: 68,6%
  • Redes sociais: 39,7%
  • Facebook: 37,0%
  • TV paga: 24,7%
  • Twitch: 23,4%
  • IGTV (Instagram): 18,7%

Embora tenha um percentual pouco expressivo, a Twitch aparece aí tratando apenas do mercado brasileiro e dos jogos competitivos. Como descreveremos a seguir, a plataforma não se limita só em games, como acontece com o Facebook Gaming. Vamos conhecer a Twitch mais a fundo agora.

A plataforma Twitch

Twitch, ou Twitch.tv, é um site de streaming de vídeo lançado em 2011. Seu principal foco é na transmissão ao vivo de video games, criando verdadeiras legiões de seguidores para o streamers e gamers profissionais. As próprias produtoras de jogos também têm perfil na rede para apresentar seus jogos e transmitir eventos.

Os perfis podem fazer transmissões ao vivo e deixar os vídeos salvos no perfil. Existe chat durante a live e é possível designar outras contas para fazerem a moderação do chat e da página.

Segundo a própria plataforma, a qualquer hora do dia em qualquer dia, ao menos 1,5 milhão de pessoas está conectado e assistindo a algo na rede. Existem mais de 4 milhões de criadores de conteúdo dentro dessa rede, sem contar a audiência. Não é obrigatório ter uma conta na rede para assistir, mas para participar do chat sim.

A Twitch foi comprado pela Amazon por 970 milhões de dólares em 2014, e inclusive existe uma integração do Amazon Prime com a plataforma.

Hoje em dia, entendo a variedade do público que frequenta a rede, a Twitch permite também streams relacionados à música, culinária, podcasts, arte e até de eventos. Qualquer pessoa pode criar sua conta na plataforma e fazer uma transmissão, e existe também um programa de parcerias para perfis de destaque.

Twitch e monetização

Além de seguir os perfis dos streamers, é possível se inscrever neles e assim “virar um sub” (de subscriber). Essa função é paga, mas desbloqueia interações novas com o chat, libera acesso a outras redes sociais e, dependendo de cada canal, permite jogar junto com o streamer e ainda participar de sorteios. Quem já tem sua conta Amazon Prime tem direito a uma inscrição gratuita todos os meses, devendo ser renovada todo mês ou passada para outros perfil.

Dentro da plataforma também existem anúncios, encomendados diretamente com a empresa. Com o nicho do público já muito bem definido, é possível aproveitar para promover seus itens de informática, redes de internet, jogos online ou offline e outros produtos relacionados. Quem paga a inscrição em qualquer canal fica livre de anúncios.

Conhecer esta rede é interessante para ampliar nossas ideias sobre o consumidor online e também os canais que podemos utilizar para alcançá-lo, seja de forma orgânica ou com anúncios bem elaborados. Gostou de conhecer a Twitch? Aproveite e siga o canal da Post no YouTube, com conteúdo novo toda semana, sempre gratuito!

Douglas Gomes
Douglas Gomes
Douglas Gomes

Mineiro e Jornalista. Assistente de Marketing Digital e Redator de Conteúdo na Post Digital. Certificações em Produção de Conteúdo para Web, Inbound e Outbound Marketing, Sales e Google Ads e Analytics.