Umas das soft skills mais desejadas dentro das organizações é, sem dúvida alguma, possuir inteligência emocional.

Se deseja se aprofundar no assunto sobre Soft Skill, recomendo fortemente a leitura do artigo:
Soft Skills – O que são e quais as mais valorizadas nas agências de Marketing Digital?

Pois com essa habilidade o profissional terá muito mais oportunidades de se destacar com o seu comportamento e conseguir se sair bem nas diversas situações do dia a dia de uma empresa.

Saber lidar com as emoções e sentimentos que são despertados durante uma crise ou mesmo em momentos mais complexos que requerem muito jogo de cintura e calma, pode não ser nada fácil para muita gente.

Por isso mesmo, conseguir desenvolver essa habilidade nos colaboradores tornou-se essencial para os gestores, justamente por se tratar de uma competência que ajuda também nas tomadas de decisões que devem ser feitas com consciência e não baseadas na emoção.

Achou o tema interessante? Então, siga com a leitura e aprenda ainda mais.

O que é inteligência emocional?

Conceito popularizado pelo jornalista Daniel Goleman, e fortemente difundido pelo mundo todo, possuir inteligência emocional é muito mais que uma questão de saber lidar com os próprios sentimentos e emoções.

Mas trata também de desenvolver um autoconhecimento, se aprofundando em reconhecer suas próprias emoções e a partir disso conseguir conquistar uma postura com mais empatia pelo outro, trabalhando em melhores relações interpessoais.

A inteligência emocional trata de transformar os relacionamentos tanto no âmbito pessoal como profissional, já que proporciona uma maior compreensão das emoções. E no ambiente de trabalho essa competência se torna extremamente necessária para contornar inúmeros momentos de pressão e conflitos.

Por que é tão importante a inteligência emocional dentro das empresas?

As grandes corporações visam buscar em seus profissionais habilidades comportamentais e técnicas nas mais variadas situações.

Já que com o emocional em dia, o profissional terá muito mais chances de negociar, fazer acordos e intermediar situações conflituosas da maneira mais positiva possível e assim, trazer resultados satisfatórios para a empresa.

É muito comum que dentro dos ambientes organizacionais e empresariais as relações entre a liderança, gestores e demais colaboradores sejam, em certos momentos, um tanto adversas. E, portanto, precisam ser direcionadas para um resultado mais saudável e equilibrado.

Como ajudar a desenvolver inteligência emocional na equipe de trabalho?

Na prática, é necessário que haja uma real intenção de proporcionar evolução e capacitação em toda a equipe e assim, buscar maneiras para que habilidades e competências sejam desenvolvidas. No caso da inteligência emocional, as empresas podem seguir alguns passos:

  • Mapeamento comportamental
  • Treinamentos
  • Feedbacks regulares e de qualidade
  • Momentos de interação com a equipe

Agora que já conseguiu compreender melhor sobre inteligência emocional e seus benefícios para o seu negócio, é hora de investir no seu time.

Comece agora mesmo a transformar seus colaboradores em grandes profissionais com habilidades técnicas e comportamentais de qualidade, que o ajudarão a se destacar da concorrência e chegar muito mais longe na conquista dos seus objetivos.















    André Cintra
    Diana Vasques
    Diana Vasques

    Graduada em Jornalismo e pós graduanda em Marketing Digital, Produção de Conteúdo e Redes Sociais. Paraense morando em Campinas. Apaixonada por redes sociais! :)