Além de soluções mais tradicionais para ações de mídia paga, uma empresa pode criar anúncios no Twitter. Para esta rede, existem diferenciais tanto na plataforma de anúncios como nos formatos permitidos, nos objetivos, metas e até no monitoramento de resultados. Outras questões, como os lances em um leilão por ações específicas, são bastante similares com o que já ocorre no Google Ads e no Facebook Ads.

Então, considerando mais uma rede para anunciar, quais são os diferenciais dos anúncios no Twitter? Quais benefícios são oferecidos e quais resultados esperar? Acompanhe estas e outras questões sobre uma campanha no Twitter nos próximos tópicos.

Por que utilizar o Twitter?

Segundo a própria rede, a vantagem maior para empresas que anunciam no Twitter é a melhor receptividade dos usuários. Uma campanha ali “conecta você à audiência mais valiosa quando ela está mais receptiva”. Isso acontece porque o acesso à rede é instantâneo e distribuído ao longo do dia, e não à toa é uma das mais rápidas na distribuição de notícias. Os usuários estão ali para compartilhar, criar e aprender.

Estima-se que 69% dos usuários do Twitter encontram conteúdo e compartilham utilizando dispositivos móveis. A rede é uma combinação de tendências, influência e engajamento.

Dica: visite Twitter Flight School e encontre treinamentos oficiais para quem deseja criar campanhas de anúncios e mais ações de marketing e relacionamento na rede.

Objetivos das campanhas de anúncios

Segundo o Twitter, existem dois objetivos maiores e efetivos para uma campanha na rede: lançar novos produtos ou conectar e gerar relevância. Cada um deles tem especificidades, o que ajuda no planejamento da empresa que deseja anunciar e também na escolha de formatos e demais configurações.

  • Lançar novos produtos

Neste objetivo, existem 3 momentos específicos e complementares à estratégia, sendo:

  • Despertar interesse e expectativa;
  • Revelar, com ações de awareness (reconhecimento) e interações;
  • Reforçar, direcionando o público e movendo dentro do funil de marketing e vendas.

Ou seja, as empresas podem preparar suas ações com mais detalhes dependendo de qual momento estão lidando quanto a um novo produto, ou mesmo ao promocionar algum já existente. E, idealmente, montar a campanha de anúncios cobrindo estas 3 etapas!

  • Conectar e gerar relevância

Já o objetivo de conexão não está relacionado com produtos, especificamente. Pode ajudar empresas a encontrar seu público e também a se posicionar no mercado. Para gerar relevância, a campanha pode se basear em eventos, ocasiões e datas comemorativas ou mesmo nas trends do momento (assuntos mais falados, no trending topics).

Formatos de anúncios no Twitter

Sua campanha pode utilizar os seguintes formatos de anúncios:

  • Tweet promovido
  • Vídeo promovido
  • Image/Video website card
  • Image/Video app card
  • Conversation card
  • Enquetes de mídias promovidas
  • Moments

Cada qual com particularidades quanto ao espaço de mídias, a presença de botões e CTAs, a quantidade de peças e assim em diante. Existem ainda os chamados produtos premium dentro do Twitter Ads, que são:

  • First View (Takeover)
  • Twitter Amplify
  • Trends promovidas
  • Periscope (ao vivo)

Mas estes podem não estar disponíveis dependendo de região, dispositivos e até da maturidade da conta do anunciante.

Existem muitas outras características importantes para conhecer antes de começar a anunciar no Twitter. Recomendamos que você conheça o Twitter Flight School para conferir tudo isso.

Diga aqui nos comentários se você se interessou por esta opção de mídia paga online e aproveite para se inscrever na newsletter da Post Digital no banner abaixo!

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019