Com bilhões de pesquisas mensais, buscadores como o Google - o mais utilizado no mundo - são os principais caminhos para encontrar informações sobre os mais diversos assuntos e que têm como principal função apresentar links direcionando a sites relevantes para a palavra-chave digitada pelos usuários.

Você já parou para pensar quantas pesquisas você faz por dia nos sites de busca? Pois bem, segundo o Google, cerca de 3,3 bilhões de buscas são realizadas diariamente no mundo todo. Quando você faz uma pesquisa, quantas vezes você procura um resultado na segunda página em diante? Além de você, milhões de outras pessoas também não fazem isso. Sendo assim, para ter mais chances de cliques no link para o seu site, é essencial conquistar uma boa colocação na primeira página do Google.

Dentro das estratégias de Marketing Digital, estar entre as primeiras posições do Google é o objetivo perseguido por todo mundo. É preciso ser visto para ser notado, e sua página precisa estar bem ranqueada para isso.

Existem centenas de fatores de rankeamento que são levados em consideração pelo Google e servem como estratégias para otimizar conteúdos de páginas, basicamente, para que elas sejam indexadas aos resultados das pesquisas e gerem tráfego orgânico para o seu site.

Neste artigo, explicamos o que é o SEO, suas vantagens e seus principais fatores. Abordaremos também o que não fazer para não ser penalizado pelos buscadores, as técnicas conhecidas como black hat.

O que é o SEO?

A sigla SEO deriva da língua inglesa e significa "Search Engine Optimization", que em uma tradução livre quer dizer "Otimização de Sites para Mecanismo de Busca”. SEO é o aprimoramento, através de um conjunto de técnicas, de uma página na internet - ou de um site inteiro - para que estes sejam reconhecidos, indexados e rankeados por buscadores como o Google, YouTube, Bing e afins.

Ao levar em conta fatores de SEO nos conteúdos das páginas, o posicionamento de um site em um determinado resultado de busca tende a ser muito melhor e, com isso, o tráfego orgânico tende a aumentar.

Por outro lado, esta técnica não é garantia de que um site permaneça na posição de primeiro lugar. Apenas o Google, o Bing, o Yahoo e outros sites de busca tem o domínio de definir qual página aparecerá primeiro, com base em critérios que levam em consideração a expertise, autoridade e confiabilidade tanto de autores quanto de conteúdos.

O SEO foi criado a partir de uma nova geração dos sites de busca e seus formatos de organização. Antes disso, organizava-se os links de maneira que o resultados ficassem em forma alfabética, similar aos "diretórios web". Já nesta nova geração, trabalhando com as ferramentas de busca, a posição fica a cargo da relevância para o usuário. E esta importância é traçada por "algoritmos", que por sua vez são tipos de cálculos utilizados para elucidar a relevância de uma página.

Origem do Termo SEO

Ao contrário do que se possa imaginar, o Google não foi o responsável pelo surgimento do termo SEO. Existem diversas vertentes para determinar de onde surgiu o termo SEO e a principal delas é relacionada a história de repetição do termo “Jefferson Starship” na página de uma banda que era a primeira colocada nos resultados de buscas.

Após a queda para 4º posição, a pedido do empresário, os designers Bob Heyman e Leland Harden, então responsáveis pela comunicação de tal banda, aumentaram o número de vezes que o termo aparecia na página e conseguiram recuperar a colocação. A história de origem do SEO está relatada no livro Net Results (1997), de autoria dos próprios designers.

Porém, existem outras versões sobre onde o termo SEO foi mencionado pela primeira vez em um post de SPAM da Usenet, conforme descrito por Adam Audette.

Fato é que a otimização para mecanismos de busca é, hoje, objeto de pesquisas e alvo de estratégias cada vez mais voltadas a entender como melhorar a qualidade das páginas para conquistar o primeiro lugar, para além do uso e repetição de palavras-chave.

Por que usar SEO?

A vantagem de aplicar técnicas do SEO é que, com a otimização de páginas e sites, é possível alcançar novos visitantes qualificados. E isso não acontece do dia para a noite, claro. Os resultados acontecem a médio e longo prazo, já que é necessário tempo para planejar e testar quais técnicas funcionam melhor na sua estratégia.

Com foco nas estratégias de marketing digital, alguns dos principais benefícios do SEO incluem:

• Gerar tráfego orgânico, ou seja, sem custos diretos;
• Aumentar o número de visitantes;
• Destacar sua marca da concorrência nos resultados de busca;
• Melhorar a taxa de conversão e conquistar mais leads;
• Aumentar o Índice de Qualidade das páginas e reduzir custos em mídia paga.

Entre outras notáveis enquanto a estratégia de SEO roda. Existem diferentes elementos avaliados pelos buscadores e, assim, diferentes técnicas e correções necessárias em um domínio para melhorar sua leitura.

Tipos de SEO

A otimização de sites, ao contrário do que algumas pessoas pensam, não se limita ao uso de palavras-chave e incluem alterações no código HTML. A aplicação da técnica de SEO geralmente é dividida em duas partes: os fatores internos (On-Page) e os fatores externos (Off-Page) das páginas de um site. A seguir, explicamos um pouco mais sobre elas:

SEO On-Page

O On-page está diretamente relacionado a técnicas aplicadas ao site (código e conteúdo). Seu principais fatores são:

SEO Off-Page

Já o off-page está diretamente relacionado aos fatores externos ao site mas que influenciam - e muito - na posição do mesmo nos resultados de busca. O SEO Off-page está relacionado às estratégias de link building, que ajudam a aumentar a relevância das páginas para os buscadores.

Aqui, podemos citar as redes sociais como importante canal para compartilhamento e engajamento de visitantes. O SMO ou Social Media Optimization (Otimização para Redes Sociais) também influencia no ranqueamento, uma vez que promove a interação e gera tráfego para suas páginas.

Outro tipo, esse fundamentado na geolocalização, é o SEO Local, que está relacionado às funcionalidades que permitem com que o usuário possa encontrar negócios próximos a ele. Para isso, é necessário que informações como endereço e contatos (email, telefone, redes sociais) estejam no site, assim como os links para perfis de rede sociais e o cadastro em plataformas com essa finalidade, a exemplo do Google Meu Negócio.

Então, como fazer SEO?

Como você pode ter percebido até aqui, existem formas diversas de como fazer SEO. Mesmo com as novas características e parâmetros que o algoritmo do Google recebe a cada nova atualização, alguns fatores de SEO permanecem relevantes, principalmente as que citamos neste artigo onde você pode conhecer TUDO sobre SEO.

É mais do que nítido que SEO não é opcional para os conteúdos de páginas e sites que desejam gerar tráfego e acessos. Contudo, é impossível dominar todas as técnicas, afinal, não trata-se de uma fórmula de sucesso com resultados definitivos.

O fundamental é colocar em prática todos os ajustes e técnicas básicos para otimização. Existem ferramentas de SEO que podem ajudar a potencializar os resultados de ranqueamento. Contratar uma consultoria de SEO também é uma alternativa viável para ter profissionais voltados para otimização de conteúdos.

Existem também práticas não recomendadas que podem prejudicar a reputação de uma página e barrar seu ranqueamento. É o chamado Black Hat SEO.

Como NÃO fazer SEO

Assim como as técnicas de SEO positivas, que seguem as diretrizes do Google e têm como foco a experiência dos usuários nas páginas, existem práticas que visam aumentar o número de cliques, como textos escondidos, links fantasmas, conteúdos duplicados e plagiados e spam em comentários, só para citar algumas das práticas de Black Hat.

O Google reconhece a baixa qualidade dessas páginas e a punição é a perda de posições, chegando algumas até a serem banidas, quando identificadas essas práticas. Para evitá-las, além dos truques, é necessário estar atento às promessas milagrosas. Como já mencionado, não existem resultados instantâneos e muito menos definitivos

Ao contrário disso, as técnicas White Hat SEO, por sua vez, são baseadas nas diretrizes do Google que têm como foco, principalmente, a relevância para o usuário na definição dos fatores de ranqueamento.

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Paulistano e CEO da Post Digital, empresa que fundou no inicio de 2010, com a idéia principal de desenvolver projetos digitais estratégicos e focados em resultado (conversões). Trabalha profissionalmente com internet desde a época da bolha, já desenvolveu mais de 300 projetos sob medida, é certificado Google para rede de pesquisa, rede de display e analytics e é especialista em SEO.