Como a principal ferramenta de busca na web, o Google transformou-se em sinônimo de tecnologia. Porém, é importante ressaltar que o potencial dessa corporação se dá não pela sua função como buscador, mas por suas soluções sempre inovadoras. Desde 1998, a marca se expandiu e segue em franco crescimento no mundo todo. Porém, é importante ressaltar que o potencial dessa corporação se dá não pela sua função como buscador, mas por suas soluções sempre inovadoras. Desde 1998, a marca se expandiu e segue em franco crescimento no mundo todo, em diversas frentes.

Carros autônomos, Inteligência Artificial, reconhecimento de voz, entre outras tantas tecnologias que impactarão diretamente no nosso dia a dia mais a frente, são desenvolvidos e testados pela empresa, que já chegou a representar a 2ª marca mais valiosa do mundo. Seus concorrentes mais diretos são a Apple e empresas chinesas também de tecnologia, destaque ainda contras as empresas de petróleo e bens de consumo que dominavam nos anos anteriores.

Entre os ramos que concernem o Google, destaca-se o marketing digital. Isso porque o Google garante a visibilidade dos empreendimentos para clientes recorrentes e em potencial. Outra facilidade propiciada pela organização é o Google Analytics, um instrumento essencial para quem pretende incrementar a receita e verificar o retorno de ações de divulgação online.

Por isso, os administradores de e-commerces, blogs, sites institucionais e portais dos mais variados objetivos devem saber o que é Google Analytics e quais as vantagens de aplicá-lo.

O que é Google Analytics?

O Google Analytics foi desenvolvido com base em uma plataforma de relatórios eficaz e simples de ser utilizada. Esse recurso permite a visualização geral da sua marca em um dashboard, que registra vendas e conversões, bem como apresenta dados atualizados sobre os seus visitantes e outras métricas do site. Em um exemplo, os relatórios descrevem como os clientes chegaram até o site da empresa e quais são as melhores técnicas para garantir que eles retornem à página.

Em adição, é possível estabelecer relatórios personalizados, que descrevam detalhadamente apenas o que o gestor desejar. Evitam-se assim informações que o dono do negócio não considerar relevante para a sua estratégia digital. Ou seja, o Google Analytics é um excelente método de monitoramento e gerenciamento que ajuda nas decisões dos empresários.

A etapa seguinte é observar e interpretar os resultados em termos de faturamento ou qualquer outro parâmetro que se queira avaliar. Entender o que é Google Analytics e como ele pode favorecer a estratégia da sua empresa são noções fundamentais para que um site seja bem sucedido atualmente. Afinal, com essa ferramenta você pode visualizar se as ações de marketing têm correspondido às expectativas, beneficiando as diversas áreas do ambiente online.

Principais utilidades do Analytics

Para entender o que é e como funciona o Google Analytics, é interessante cobrir os pontos de benefícios e as aplicações dessa ferramenta. Além do que já foi citado, outra vantagem muito clara de utilizar o Analytics é que essa plataforma é gratuita. Isso mesmo, é possível obter dados extremamente relevantes sobre seu público e suas estratégias digitais em uma única ferramenta gratuita.

Algumas métricas captadas e relatadas pelo Analytics são o número total de visitantes, de visitantes únicos e de visitantes que retornam ao site, usuários ativos no momento, o número de pageviews, as origens de tráfego (entre orgânico, pago, direto, social, etc), a taxa de rejeição das páginas, a duração média de permanência nas páginas, links mais acessados, perfil do público (daqueles conectados a uma conta do Google), horário e localização dos acessos, entre muitas outras mais.

Para auxiliar nessas medições, o gestor da ferramenta pode definir metas, dentro das configurações, para cada uma de suas contas (cada site), facilitando o monitoramento e acompanhamento de dados relevantes para avaliação e resposta da empresa.

Já entre as utilidades, é possível dividi-las entre as entregas específicas para cada necessidade. São elas:

  • E-commerce: qual é o desempenho da loja virtual, quais são os produtos mais procurados, taxas de conversão, entrega de campanhas, etc.
  • Marketing: quais são as campanhas que proporcionam melhor resultado, perfil do público engajado, taxas de rejeição e conversão para medir o que funciona, entre outros objetivos e métricas.
  • Blogs: posts mais acessados, tempo de permanência na página, origem dos acessos para saber como os leitores chegam às páginas.
  • Redes Sociais: conferir o destino dos seguidores nas campanhas de anúncios e checar taxas de conversão, rejeição e engajamento.

Além de entregar todas métricas e dados essenciais para estratégias variadas no ambiente digital, o analytics gera relatórios cumprindo períodos determinados pelo usuário. É possível, dentro desse objetivo, também criar relatórios personalizados indicando quais são as informações que devem ser captadas e em quais períodos. Com a configuração inicial, a ferramenta passa a preencher essa aba automaticamente.

Uma outra utilidade - e vantagem - do Analytics é sua integração com outras ferramentas para seu site. Confira isso mais à frente neste artigo.

Como instalar o Google Analytics?

Essa é uma etapa técnica mas, felizmente, bem documentada e descrita por diversos especialistas e empresas das áreas de comunicação e tecnologia. Como citado no tópico anterior, o Analytics é gratuito. O primeiro passo é ter uma conta no Google e criar uma na própria ferramenta. Nesse momento você já deve indicar o endereço do site que deseja monitorar - obviamente, esse deve ser de sua propriedade para dar continuidade com o próximo passo.

A conta do Analytics vai gerar e entregar um código de acompanhamento que deve ser instalado no HTML de todas as páginas do site indicado. Geralmente, esse é adicionado antes da tag (comando) de fechamento . Se o site for um blog, por exemplo, pode ser interessante encontrar um plugin para fazer essa instalação de forma mais simples. É só isso, o próximo passo é aguardar um período de 24 horas para que a ferramenta entregue as informações captadas em tempo real.

Esse é o processo de instalação feito por proprietários das páginas. Esse gestor pode, depois da configuração e verificação de que a tag de monitoramento está funcionando, adicionar mais perfis para monitorar a conta. Para isso, o administrador da conta do site deve acessar a área de “gerenciamento de usuários” e “adicionar permissões” indicando as contas do Google (Gmail) necessárias.

Integrações com o Analytics

Essas são, como o nome indica, as ferramentas e canais disponíveis para conectar a plataforma do Google e unificar as métricas e monitoramento de campanhas, páginas e vendas. É possível conectar campanhas das redes sociais, como o Facebook, dentro da ferramenta e medir seus resultados. Além dessa ação de integração, destacamos as seguintes:

• Ads

Sendo uma outra plataforma do próprio Google, porém voltada a criação de anúncios e campanhas em rede de pesquisa ou display, a integração entre as duas ferramentas é relativamente simples. Esse processo é chamado de vinculação de contas e tem o benefício de unificar toda a jornada do cliente em uma visualização mais rápida e holística. Para começar, é necessário verificar se a mesma conta do Google tem permissão para edição nas configurações do Analytics e também acesso administrativo no Ads.

Na área de administrador do Analytics, o próximo passo é selecionar a área de “propriedades” do site e clicar no link “Vinculação do Google Ads”, onde é necessário selecionar a opção “Novo grupo de contas vinculadas” e indicar quais são as contas do Ads a serem integradas. A plataforma pode indicar, então, quais são os próximos passos para concluir a vinculação de contas e garantir que ambas estejam funcionando em conjunto.

• Search Console

Também é um ferramenta do Google, agora voltada para a configuração e análise de técnicas para melhor posicionamentos nas páginas de resultados (SERP) do buscador. O Google Search Console é o antigo Webmaster Tools.

Novamente, para fazer a integração é necessário acessar as configurações de administrador no Analytics e navegar até a propriedade desejada para o compartilhamento, selecionando “Configurações da propriedade” e então “Configurações do Search Console”. Se o seu site já foi inscrito no Search Console, o link dele aparece ali e você seleciona as visualizações de relatórios em que aparecerão seus dados.

• RD Station Marketing

Para vincular as contas de um mesmo domínio, dentro do RD Station Marketing é necessário acessar a área “Conta” e “Visão geral”. Na opção Google Analytics, selecione “Conectar”. A própria ferramenta indica os próximos passos para finalizar a configuração. das duas ferramentas. Na própria tela do RD Station é possível checar se o código de acompanhamento do Analytics está presente no site e integrada.

É importante conectar as duas plataformas para obter dados mais seguros quanto às métricas mais essenciais já citadas aqui, o que torna os relatórios sobre o funil de vendas e as landing pages mais assertivos. Os dados de tráfego como páginas mais acessadas e pageviews, visitantes, conversões e outros também aparecem no dashboard de uma conta no RD. Isso torna o ato de integrar Analytics e RD Station ainda mais necessário em uma estratégia de marketing digital.

Vale destacar que essa e as próximas possibilidades de integração de ferramentas com o Analytics não fazem nenhum efeito dentro do próprio. É como se o Google “emprestasse” suas informações para as outras plataformas.

• SEMrush

Essa é uma ótima ferramenta também de análise de métricas, obtenção de relatórios, acompanhamento de posicionamento, origem de tráfego e tudo mais. O SEMrush pode ser integrado ao Google Analytics e ao Google Search Console, concentrando todos dados em uma única interface.

Aqui, a configuração de integração é diferente já que cada ferramenta disponível no SEMrush fará a conexão com o Google individualmente. Por exemplo, na área de Position Tracking (rastreamento de posicionamento nas páginas de resultados), é possível selecionar a opção de adicionar palavras-chave do Google Analytics - opção que abre os campos para o usuário inserir e-mail e senha utilizados nessa ferramenta. Com essa conexão, o SEMrush ainda oferece a possibilidade de apontar qual é a conta (site) a ser monitorada.

• Unbounce

Essa última ferramenta da nossa lista é bem interessante por ser focada exclusivamente na criação, instalação e monitoramento de landing pages e pop ups. Para conectar as landing pages do Unbounce ao Analytics é possível utilizar duas maneiras, sendo a mais recomendada utilizando o “Script Manager” da própria plataforma.

Para essa integração, o administrador das contas no Analytics precisa utilizar a mesma tag de acompanhamento do seu site dentro da opção “Add Script” do Unbounce. A plataforma vai indicando os próximos passos para validação da integração.

Esse tipo de vinculação é importante para não “perder” os dados de navegação dentro de uma landing page, página focada justamente na atração e conversão de visitantes. Medir essas métricas dentro do Analytics deixa a estratégia muito mais completa, útil e relevante.

Outras tantas ferramentas podem ser integradas ao Google Analytics. Sempre confira os manuais ou procure o suporte de cada uma para fazer a integração da forma correta e funcional.

Por que devo usar essa plataforma?

Agora que você já sabe o que é Google Analytics, todos seus benefícios, utilidades e integrações, a próxima pergunta natural é como essa ferramenta pode auxiliar o seu empreendimento. Por meio dos dados demonstrados pelo mecanismo, você poderá observar quais estratégias de divulgação se mostraram mais eficientes em aumentar o tráfego na página ou outras metas. Como resultado, as chances de criar um trabalho de marketing digital adequado para o público-alvo torna-se muito maior.

Se necessário, o administrador terá uma visão clara de que conteúdos deve criar, promover e redirecionar para atrair consumidores. Além disso, o Google Analytics evidencia quais cliques se converteram em transações comerciais, o que auxilia na hora de decidir onde vale a pena investir em anúncios para alavancar vendas - essencial para as lojas virtuais.

Hoje, há muitos meios de se divulgar os seus produtos ou serviços. Portanto, é imprescindível saber quais desses canais são realmente lucrativos. O Google Analytics evidencia o número total de acessos e também indica quantos usuários visitam o site apenas uma vez e quantos deles retornam. A partir dos relatórios disponibilizados pelo serviço, é possível definir metas para a sua página na internet. Dessa forma, você será capaz de acompanhar o desempenho do seu site e, consequentemente, do seu marketing online.

E é assim que tal sistema firmou-se como uma referência entre aqueles que desejam aprimorar sua interação com os usuários. Isso posto, empregue o Google Analytics nas estratégias digitais da sua empresa e veja os efeitos positivos.

Para te ajudar nisso, baixe o nosso e-book gratuito 'Web Analytics na prática' e saiba como utilizar essa plataforma para aumentar as vendas da sua empresa!

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019