De acordo com pesquisa realizada pela Fecomércio-RJ (Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro), 67% de todos os acessos à internet no Brasil são realizados por meio de dispositivo móveis, como smartphones e tablets. Por serem dispositivos móveis, eles são capazes de fornecer a localização do usuário em tempo real.
Para isso, basta pensar em apps como o Google Maps, aplicativos de mapeamento do transporte público como o Waze e outros de encontros baseados pelo GPS (que mostra a distância entre os usuários).
Assim, o uso do GPS trouxe diversas novas potencialidades nas mais diversas áreas, incluindo o marketing, que quando é feito baseado na localização recebe o nome de geomarketing. Mas você sabe o que é geomarketing?

O que é geomarketing e sua evolução na era digital

A localização é muito utilizada no marketing, pois é através dela que a segmentação geográfica é feita. No entanto, o dado novo é que na era dos dispositivos móveis a localização não é mais feita em função do negócio, mas em sim em função dos clientes em potencial e as impressões que têm do negócio.
Um exemplo simples, mas bastante eficaz disso é o Uber. Antigamente, se qualquer pessoa desejasse pegar um táxi, ela teria que se deslocar até um ponto de táxi. No entanto, por meio do aplicativo, ela consegue pedir um carro que vai até ela pela geolocalização, e que, além disso, faz uma busca do motorista que está mais próximo, poupando tempo de espera e evitando o desperdício de combustível.

Estratégias de geomarketing

Apesar de sua alta eficácia, vale frisar que assim como em qualquer outra forma de marketing é necessário adotar estratégias para que o marketing baseado na localização seja eficaz. Agora que você já sabe o que é geomarketing, saiba quais são as suas principais estratégias:

- Geotargeting: consiste em mostrar um conteúdo personalizado ao usuário baseado em sua localização geográfica. Alguns exemplos dessa estratégia incluem mostrar conteúdo na língua oficial do país/região que o usuário se encontra e eventos que ocorreram na região que se encontra;

- Geofencing: trata-se de estabelecer uma área geográfica de atuação ou, traduzindo o conceito, uma cerca geográfica virtual. Um bom exemplo de geofencing é a delimitação de uma área por uma imobiliária, que envia notificações aos usuários cadastrados sobre os imóveis disponíveis para venda/aluguel assim que o usuário entra na área geográfica delimitada;

- Geotagging: como o nome indica, essa estratégia consiste em marcar uma foto, vídeo, QR Code, feed RSS e outros por meio de uma etiqueta de localização. Trata-se de um dos recursos mais utilizados pelos usuários, uma vez que corresponde ao famoso check-in e marcação de fotos;

- Geofiltros: bastante similar aos geotagging, mas funciona por meio da adição de uma imagem ou arte baseado no local que se encontra. O exemplo mais famoso se encontra no Snapchat, no qual é possível personalizar uma foto com os geofiltros;

- Sites Personalizados: como o próprio nome indica, este conceito diz respeito à personalização de sites com base na localização, como a exibição de produtos em uma e-commerce de acordo com o local que o usuário se encontra.

Cases de sucesso que utilizaram o geomarketing

Um ótimo exemplo do uso bem sucedido do geomarketing diz respeito à rede de escolas Kumon, que a partir do cruzamento de dados a localização de suas escolas, a localização dos alunos e a localização dos clientes em potenciais, conseguiu criar campanhas direcionadas especificamente aos alunos em potencial e realizar maior número de matrículas.
Por fim, vale ressaltar que o geomarketing possui enorme potencial quando combinado ao marketing de conteúdo, forma eficaz e barata de marketing, oferecendo conteúdo de qualidade e assertivo baseado na localização dos usuários. Depois de saber o que é geomarketing, suas estratégias e exemplos de sucesso, você pode adaptar o seu negócio e obter vantagens.

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Paulistano e CEO da Post Digital, empresa que fundou no inicio de 2010, com a idéia principal de desenvolver projetos digitais estratégicos e focados em resultado (conversões). Trabalha profissionalmente com internet desde a época da bolha, já desenvolveu mais de 300 projetos sob medida, é certificado Google para rede de pesquisa, rede de display e analytics e é especialista em SEO.