O marketing digital é um trunfo de uma empresa para criar sua credibilidade diante de seu público alvo, atraindo mais clientes com o uso adequado de sua imagem e mensagem. Com o uso de estratégias de marketing digital baseadas numa produção de conteúdo de qualidade, a empresa consegue formar uma reputação estável e confiável não só para seu público, mas também para a concorrência e o mercado em si.

A identificação do público alvo é essencial para o bom resultado da estratégia de marketing e as empresas estão utilizando a criação de buyer personas. O termo é usado quando se cria um personagem fictício, com idade, localização gênero e comportamento que reproduz o cliente em potencial da marca. A identificação dessa buyer persona ajuda a compreender como é e o que deseja o seu público alvo real.

Vídeo Extra: Persona - 3 dicas para criar uma para sua empresa

Será que o marketing da sua empresa está dialogando com o público correto? É primordial dedicar os sua energia e os seus investimentos para as pessoas certas, para um público-alvo específico e muito bem definido, de acordo com a pesquisa de mercado da sua empresa e seus atuais clientes.

Não perca no vídeo de hoje as 3 dicas de como criar uma persona.

Conheça seus clientes

A ideia de criar uma persona fictícia é uma das ferramentas mais eficazes do marketing digital. Mas antes de chegar até ela é fundamental observar e analisar minuciosamente o comportamento do consumidor para identificar seus hábitos e escolhas.

A identificação desse perfil pode ser baseada em pesquisas de sites concorrentes, de opinião, análise de comentários e fóruns de discussão, assim como outros métodos para obter informações reais e sólidas para se construir a persona da sua marca.

Uma boa saída é ter um cadastro dos clientes, com informações básicas como data de nascimento, localização de moradia e escolaridade, assim como hobbies e gostos pessoais. Com esse cadastro, a próxima etapa é cruzar as informações e identificar o que há em comum dentre esses perfis para identificar o elo referencial.

Defina seu cliente ideal

É um erro grave quando uma empresa acredita que deve atender a todos os perfis de público. Ao tentar atender a todos o produto fica sem personalidade e gera insatisfação e propaganda negativa pela sua qualidade e dificuldade em atender satisfatoriamente.

A empresa também precisa definir que tipo de perfil ela deseja para sua marca. Podem ser adolescentes, jovens universitários, pessoas da terceira idade que fazem atividade física, mulheres que trabalham fora e têm filhos, homens com automóvel, dentre inúmeros outros perfis. A partir da identificação de que tipo de perfil se encaixa com o que a empresa tem a oferecer, ela pode começar a elaborar as estratégias de marketing digital.

Dentre as características demográficas, geográficas, perfil de consumo, é preciso ir definindo qual o perfil desejado. Como pessoas que moram apenas em determinada região, tipo de renda e idade, volume de compra e tipo de pagamento, assim como o foco para pessoas físicas ou jurídicas.

Estruture a persona

Há uma diferença importante entre o que se chama de público alvo e persona. O público alvo são as pessoas que potencialmente podem ter interesse em adquirir o produto ou serviço que a empresa tem a oferecer. Já a persona é o detalhe do público alvo, tornando esse foco ainda mais minucioso e direcionado.

Essa definição ajuda a não oferecer diretamente um produto inadequado para determinado perfil. Dessa forma, é fácil criar uma persona, mas é bem trabalho já que é preciso realizar uma série de perguntas sobre o público alvo, cujas respostas vão fundamentar a criação da persona.

Perguntas como estado civil, filhos, escolaridade, ramo de atividade, faixa de renda mensal, gênero, idade, nível do cargo que ocupa, rotina diária, hobbies, leituras, objetivos de vida e muitos outros vão ajudar a direcionar essa persona.

Pode ser necessário separar o resultado da pesquisa em grupos de personas, para montar estratégias bastante diferentes e que acompanham o perfil identificado. Mas sempre se concentrando em respostas por aproximação, até chegar ao perfil ou a múltiplos perfis.

Cuidado para não cair nos erros de criar um número elevado de personas, se basear em achismos e não em certezas, não realizar ou não se aprofundar em pesquisas de colheita de dados, criar personas e focar nas que não compram e manter o perfil da persona fechado sem apresentá-lo para a companhia são alguns dos erros comuns.

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Paulistano e CEO da Post Digital, empresa que fundou no inicio de 2010, com a idéia principal de desenvolver projetos digitais estratégicos e focados em resultado (conversões). Trabalha profissionalmente com internet desde a época da bolha, já desenvolveu mais de 300 projetos sob medida, é certificado Google para rede de pesquisa, rede de display e analytics e é especialista em SEO.