Construir estratégias de marketing digital para criar relacionamento e engajamento do público alvo é um dos principais desafios para quem deseja aumentar a rentabilidade da sua empresa.

Na área da saúde, isso não é diferente. O objetivo de conquistar e fidelizar pacientes, seja para uma clínica ou consultório, começa com o entendimento de quem é a persona deste negócio.

Desde o planejamento das ações de marketing, passando pela criação de temas e de conteúdos até a geração de leads e relacionamento pós atendimento - todos dependem da elaboração correta de um perfil de cliente ideal.

Neste artigo, te ensinamos como criar personas para área de saúde e aplicá-las na sua estratégia. Confira!

Qual a diferença entre público alvo e persona?

Vamos tratar de um assunto que geralmente confunde e precisa ser esclarecido: a diferença entre público alvo e persona. O primeiro é mais abrangente e muito utilizado nas estratégias de marketing tradicional, enquanto o segundo é mais novo, modelo de segmentação adotado pelo Marketing Digital.

O público alvo é uma forma de identificar através de um panorama de dados sociais e demográficos para criação de um perfil de cliente ideal. Pelo caráter mais amplo, esse tipo de caracterização auxilia nas primeiras buscas por quais melhores formas de abordagem e relacionamento.

Por sua vez, a persona é um tipo de segmentação do perfil mais humanizada, com dados mais específicos sobre o que seria o cliente ideal. Esse personagem semi fictício tem como objetivo gerar empatia e conexão com o público e busca identificar detalhes sobre o público alvo.

Para que serve uma persona?

O perfil da persona serve para identificar quais são os problemas e desafios dos potenciais clientes, e assim transformá-los em estratégias como produção de temas para conteúdos e tipos de linguagem de blog post e ebooks, campanhas de anúncios e redes sociais.

Criar uma persona para área da saúde vai ajudar a entender todas as etapas de relacionamento com pacientes e saber quais são suas principais dúvidas. Dentre elas, a realização de exames, sintomas e tratamentos de doenças, procedimentos cirúrgicos, etc.

Além disso, a persona vai identificar detalhes mais subjetivos, que auxiliarão na definição da jornada do paciente, desde o momento em que ele faz uma busca na internet até o momento em que ele decide pelos seus serviços.

Passo a passo para criar personas para área da saúde

• Conheça o seu paciente

Antes de chegar ao perfil semi fictício, é preciso fazer um levantamento baseado nos dados dos seus pacientes.

Com base no cadastro de pacientes da sua clínica ou consultório, é possível identificar quais são essas características e criar um perfil que consiste na coincidência da maioria delas.

Mas não se limite! Pode ser que para a sua especialidade exista mais de uma persona e isso ajudará tanto no marketing quanto nas vendas.

• Defina o seu “paciente ideal”

A segmentação em um perfil de paciente ideal é uma forma de atender de forma mais satisfatória e acertar no público que você deseja atrair para sua clínica, melhorando a percepção sobre o serviço oferecido.

No marketing digital, a persona tem nome, idade, gênero, hábitos e necessidades, escolaridade e canais que costuma se informar, dentre outras informações descritas minuciosamente.

Para isso, identifique qual é a faixa etária dos pacientes, por quais indicações ele costuma se pautar na decisão por um serviço de saúde, que tipos de assuntos ele costuma buscar sobre a sua especialidade/setor, nível de escolaridade, região em que mora, dentre outras informações.

• Estruturando a persona

Com base nos resultados desses levantamentos, você terá informações para estruturar cada persona. Na criação do perfil, utilize dados reais e aproveite para obter insights de informações que você conseguir coletar.

Atribua um nome e uma idade e descreva quais são os seus desafios, elaborando perguntas que essa pessoa gostaria de se informar sobre a sua área. Descreva os hábitos e rotina de cuidados com a saúde, preocupações e um breve histórico de vida.

Veja só um exemplo de persona de uma clínica de exames diagnósticos que possui entre os seus procedimentos, exames para gestantes:

Carla: mulher de 30 anos, moradora da região metropolitana de São Paulo, possui formação superior e enfrenta uma diminuição no padrão de vida familiar após ser demitida da empresa onde trabalhava. Por esse motivo, perdeu o benefício do plano de saúde. Está acostumada com atendimento em hospitais particulares e prefere pagar por exames do que esperar ser atendida pelo SUS. Realiza exames de rotina além dos solicitados pelo médico e preza por bom atendimento, conforto e preço acessível.

Carla acabou de descobrir a gravidez e tem dúvidas sobre os exames que precisará fazer e como cuidar de sua saúde a partir de agora. Para fazer os exames de acompanhamento, não quer recorrer ao SUS e precisa encontrar um lugar barato, confiável e que caiba no seu orçamento. Tem o hábito de recorrer às buscas na internet para pesquisas de preços e localização de estabelecimentos próximos a sua residência.

Carla se preocupa com a saúde do seu bebê e quer entender tudo sobre os exames que podem detectar possíveis problemas na saúde e na formação de seu bebê.
Também quer se informar a respeito da realização de outros procedimentos e se eles podem ser realizados sem afetar a saúde do feto.

Seguindo esses passos de como criar personas para área de saúde, é muito provável que você consiga se comunicar de forma mais assertiva com seus pacientes e, com isso, aumentar o número de marcações na agenda da sua clínica ou consultório. Em dúvida de quais conteúdos produzir para a persona? Conheça nossas sugestões de conteúdos para blogs médicos.

Construir estratégias de marketing digital para criar relacionamento e engajamento do público alvo é um dos principais desafios para quem deseja aumentar a rentabilidade da sua empresa.

 

Na área da saúde, isso não é diferente. O objetivo de conquistar e fidelizar pacientes, seja para uma clínica ou consultório, começa com o entendimento de quem é a persona deste negócio.

 

Desde o planejamento das ações de marketing, passando pela criação de temas e de conteúdos até a geração de leads e relacionamento pós atendimento - todos dependem da elaboração correta de um perfil de cliente ideal.

 

Neste artigo, te ensinamos como criar personas para área de saúde e aplicá-las na sua estratégia. Confira!

 

Qual a diferença entre público alvo e persona?

 

Vamos tratar de um assunto que geralmente confunde e precisa ser esclarecido: a diferença entre público alvo e persona. O primeiro é mais abrangente e muito utilizado nas estratégias de marketing tradicional, enquanto o segundo é mais novo, modelo de segmentação adotado pelo Marketing Digital.

 

O público alvo é uma forma de identificar através de um panorama de dados sociais e demográficos para criação de um perfil de cliente ideal. Pelo caráter mais amplo, esse tipo de caracterização auxilia nas primeiras buscas por quais melhores formas de abordagem e relacionamento.

 

Por sua vez, a persona é um tipo de segmentação do perfil mais humanizada, com dados mais específicos sobre o que seria o cliente ideal. Esse personagem semi fictício tem como objetivo gerar empatia e conexão com o público e busca identificar detalhes sobre o público alvo.

 

Para que serve uma persona?

 

O perfil da persona serve para identificar quais são os problemas e desafios dos potenciais clientes, e assim transformá-los em estratégias como produção de temas para conteúdos e tipos de linguagem de blog post e ebooks, campanhas de anúncios e redes sociais.

 

Criar uma persona para área da saúde vai ajudar a entender todas as etapas de relacionamento com pacientes e saber quais são suas principais dúvidas. Dentre elas, a realização de exames, sintomas e tratamentos de doenças, procedimentos cirúrgicos, etc.

 

Além disso, a persona vai identificar detalhes mais subjetivos, que auxiliarão na definição da jornada do paciente, desde o momento em que ele faz uma busca na internet até o momento em que ele decide pelos seus serviços.

 

Passo a passo para criar personas para área da saúde

 

Conheça o seu paciente

 

Antes de chegar ao perfil semi fictício, é preciso fazer um levantamento baseado nos dados dos seus pacientes.

 

Com base no cadastro de pacientes da sua clínica ou consultório, é possível identificar quais são essas características e criar um perfil que consiste na coincidência da maioria delas.

 

Mas não se limite! Pode ser que para a sua especialidade exista mais de uma persona e isso ajudará tanto no marketing quanto nas vendas.

 

Defina o seu “paciente ideal”

 

A segmentação em um perfil de paciente ideal é uma forma de atender de forma mais satisfatória e acertar no público que você deseja atrair para sua clínica, melhorando a percepção sobre o serviço oferecido.

 

No marketing digital, a persona tem nome, idade, gênero, hábitos e necessidades, escolaridade e canais que costuma se informar, dentre outras informações descritas minuciosamente.

 

Para isso, identifique qual é a faixa etária dos pacientes, por quais indicações ele costuma se pautar na decisão por um serviço de saúde, que tipos de assuntos ele costuma buscar sobre a sua especialidade/setor, nível de escolaridade, região em que mora, dentre outras informações.

 

Estruturando a persona

 

Com base nos resultados desses levantamentos, você terá informações para estruturar cada persona. Na criação do perfil, utilize dados reais e aproveite para obter insights de informações que você conseguir coletar.

 

Atribua um nome e uma idade e descreva quais são os seus desafios, elaborando perguntas que essa pessoa gostaria de se informar sobre a sua área. Descreva os hábitos e rotina de cuidados com a saúde, preocupações e um breve histórico de vida.

 

Veja só um exemplo de persona de uma clínica de exames diagnósticos que possui entre os seus procedimentos, exames para gestantes:

 

Carla: mulher de 30 anos, moradora da região metropolitana de São Paulo, possui formação superior e enfrenta uma diminuição no padrão de vida familiar após ser demitida da empresa onde trabalhava. Por esse motivo, perdeu o benefício do plano de saúde. Está acostumada com atendimento em hospitais particulares e prefere pagar por exames do que esperar ser atendida pelo SUS. Realiza exames de rotina além dos solicitados pelo médico e preza por bom atendimento, conforto e preço acessível.

 

Carla acabou de descobrir a gravidez e tem dúvidas sobre os exames que precisará fazer e como cuidar de sua saúde a partir de agora. Para fazer os exames de acompanhamento, não quer recorrer ao SUS e precisa encontrar um lugar barato, confiável e que caiba no seu orçamento. Tem o hábito de recorrer às buscas na internet para pesquisas de preços e localização de estabelecimentos próximos a sua residência.

 

Carla se preocupa com a saúde do seu bebê e quer entender tudo sobre os exames que podem detectar possíveis problemas na saúde e na formação de seu bebê.

Também quer se informar a respeito da realização de outros procedimentos e se eles podem ser realizados sem afetar a saúde do feto.

 

Seguindo esses passos de como criar personas para área de saúde, é muito provável que você consiga se comunicar de forma mais assertiva com seus pacientes e, com isso, aumentar o número de marcações na agenda da sua clínica ou consultório. Em dúvida de quais conteúdos produzir para a persona? Conheça nossas sugestões de conteúdos para blogs médicos.

 

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Paulistano e CEO da Post Digital, empresa que fundou no inicio de 2010, com a idéia principal de desenvolver projetos digitais estratégicos e focados em resultado (conversões). Trabalha profissionalmente com internet desde a época da bolha, já desenvolveu mais de 300 projetos sob medida, é certificado Google para rede de pesquisa, rede de display e analytics e é especialista em SEO.