A internet se tornou um grande ambiente de trabalho, promoção e organização para aqueles que querem expandir os seus negócios. Não é à toa que centenas de ferramentas específicas para ela são produzidas para melhorar as estratégias digitais voltadas para vendas, marketing, branding e os mais variados objetivos. Nesse ramo digital, nenhuma empresa criou ferramentas tão boas quanto o Google.

Já há alguns anos que o gigante da internet vem mostrando toda a sua engenhosidade, principalmente para melhorar a publicidade online e o marketing digital. Seja com as opções para tráfego orgânico (gratuito, através das redes sociais e do ranqueamento de páginas de um site) ou com os meios de mídia paga (anúncios no próprio Google, em sites parceiros, em vídeos no YouTube e em aplicativos através do Google Play), existem opções com total controle de orçamento, prazos e ações, além do acompanhamento de métricas e resultados, para todo tipo de empresa.

Neste ponto, mesmo entre quem tem uma empresa pequena, investir na divulgação dos seus produtos e serviços através da internet se faz mais do que necessário, afinal, hoje em dia é quase impossível encontrar alguém que não acesse a internet e a utilize para procurar produtos. Nesse artigo iremos apresentar brevemente como anunciar no Google usando a ferramenta Google Ads, antigo Google Adwords.

A mudança para Google Ads aconteceu em 2018, quando todas soluções de anúncios foram concentradas em uma única ferramenta, entre Adwords, Adwords Express e AdSense. Como muitas pessoas ainda se referem à plataforma como Adwords, utilizamos as duas formas neste artigo.

Por que criar uma conta no Google Adwords?

Google Ads pode ser considerado a maneira mais eficaz de divulgar a sua empresa na internet, e ainda uma forma fácil, rápida e garantida de fazer publicidade. Essa plataforma concentra todas as ferramentas e informações necessárias para que o anunciante crie campanhas publicitária e administre seus links patrocinados, que aparecem nos resultados de pesquisa dentro do próprio Google, e também os banners nos sites parceiros, vídeos no YouTube, etc.

Para usar o Adwords é preciso criar uma conta, e o requisito para isso é que o anunciante deve ter um site com as informações do produto ou serviço. Recentemente, visando atingir e ajudar um maior número de negócios e até mesmo de profissionais autônomos, o domínio de um site pode ser dispensado desde que outras informações sobre o negócio sejam inseridas. A conta no Google Ads é gratuita, assim como suas ferramentas como o planejador de palavras-chave, porém limitada enquanto você não inserir um orçamento para os anúncios e a forma de pagamento - entre cartão de crédito recorrente ou boleto para fazer a “carga” de um valor.

Em seu site, e principalmente na página de entrada para quem clicar em seus anúncios, é importante que estejam ali todas informações de contato com sua empresa, além da clara descrição sobre o que você está ofertando. Abaixo, descrevemos o básico que você precisa saber para anunciar no Google e o que suas campanhas devem conter.

Criando a conta Google Ads

A ideia aqui é que você crie sua conta pessoal e gratuita. O primeiro passo é acessar o endereço ads.google.com. O ideal é que você tenha uma conta no Google (Gmail), pois você pode usá-la para o Adwords também, sendo necessário apenas que você coloque o seu e-mail Google e sua senha.

Aparecerão outras páginas para que você preencha com informações relacionadas ao seu negócio e preferências da conta. Todo o processo é guiado pelo próprio Google. Depois que você já criou a sua conta e definiu as diretrizes de preferência, o Google mandará para você um e-mail com um link para confirmar a sua inscrição. Ao liberar este ponto, você já terá acesso ao Gerenciador de anúncios e campanhas.

Existe a possibilidade de ser conectado a outras contas do Google Ads e de também compartilhar a conta da sua empresa com outros usuários, em diferentes níveis de permissão. Isso é o que permite, por exemplo, que funcionários da mesma empresa ou ainda parceiros em uma agência de marketing digital administrem os anúncios e façam seus relatórios.

Administrando a conta Adwords

A conta do Google Ads precisa estar bem organizada para que sua administração seja fácil e você saiba como anunciar no Google de forma eficiente. O Adwords é estruturado nas seguintes etapas:

• Campanhas: É o nível máximo da conta, e é neste local que definimos qual será o tipo de campanha e seu objetivo (entre vendas, conversões, receita ou reconhecimento), qual é o segmento geográfico, como configurar a rede e a audiência, os dispositivos, orçamento e qual será o gasto diário, etc.

• Grupo de anúncios: É aqui que agrupamos os anúncios e as palavras-chave. É importante que os anúncios e as palavras-chave possuam uma relação clara, e é justamente para isso que os grupos de anúncios são feitos: para juntar as palavras-chave relacionadas ao mesmo produto ou tema e então distribuí-las entre diferentes anúncios mais específicos.

• Anúncios: Este item é responsável por atrair o cliente, pois é por ele que o cliente vai clicar - se estiver convencido - e navegar no seu site. Informe no anúncio, de maneira objetiva e precisa, o que o cliente vai encontrar. Não há restrição de como será o anúncio, podendo ser tanto em texto, vídeo, imagem, etc. É claro que estas opções serão variáveis dentro do objetivo e do canal escolhido no nível da campanha, entre Pesquisa (Search), Display, Videos, Shopping e apps;

• Palavras-chave: A definição de palavra-chave é um termo ou frase que o cliente usa para procurar alguma informação, serviço ou produto. É por elas que os sites de buscas conseguem especificar que tipo de produto ou serviço o seu site fornece. Por isso, otimizá-las é extremamente necessário para sua estratégia digital.

Estes pontos terão variação dependendo do formato escolhido para a campanha. Na Rede de Display do Google, por exemplo, também podem ser definidos públicos-alvo e interesses para a segmentação e exibição das peças.

O que o seu anúncio no Google Ads deve incluir

Para o anúncios em rede de pesquisa do Google, que aparecem no formato de link patrocinado nas páginas de resultados do buscador, você vai precisar definir e fornecer:

  • 3 títulos de até 30 caracteres;
  • 2 descrições de até 90 caracteres;
  • Link para sua landing page (página de destino).

Estes elementos são os que estarão visíveis ao público. Ainda nas configurações da sua campanha e grupos de anúncios, será necessário apontar seu orçamento diário, o tipo de lance (se focado em impressão, clique ou conversão) e as palavras-chave que vão acionar seus anúncios para as buscas relacionadas.

A landing page, inclusive, é um ponto a parte da sua estratégia. O Google pede que essas páginas contenham todas informações prometidas no seu anúncio, também com carregamento rápido e uma boa navegação para seu visitante.

Já nos anúncios da rede de display, que incluem peças gráficas, você precisa fazer o upload da imagem ou então configurar uma campanha inteligente, em que o próprio Google Ads faz a montagem do criativo para seus anúncios. A segmentação e direcionamento dos anúncios, neste formato, é feita por canais (sites parceiros) e por tópicos (assuntos e temas) relacionados a sua marca, produto ou público. Existe ainda a possibilidade de fazer campanhas de remarketing com o display, veiculando anúncios específicos para quem já visitou seu site ou já é seu cliente.

Da mesma forma, os demais formatos de campanha no Google Ads terão suas especificidades. No Shopping, entre quem tem e-commerce, por exemplo, é essencial inserir o inventário de produtos já formatado para que a própria ferramenta distribua os anúncios de forma dinâmica e personalizada para cada usuário e busca.

Apesar do que parece, anunciar no Google é simples, com os grandes benefícios de ter controle total sobre o orçamento e os resultados, graças aos relatórios. Qualquer alteração é feita rapidamente, em tempo real.

Para saber mais sobre como anunciar no Google, acesse e confira o nosso e-book gratuito 'Como mensurar e otimizar campanhas de links patrocinados'.

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Paulistano e CEO da Post Digital, empresa que fundou no inicio de 2010, com a idéia principal de desenvolver projetos digitais estratégicos e focados em resultado (conversões). Trabalha profissionalmente com internet desde a época da bolha, já desenvolveu mais de 300 projetos sob medida, é certificado Google para rede de pesquisa, rede de display e analytics e é especialista em SEO.