Para ter resultados no marketing digital é preciso dominar as métricas do site da sua empresa. É aqui que entra o Google Analytics, que além de ser uma das melhores ferramentas para a mensuração de Retorno Sobre o Investimento (ROI), é gratuita. A plataforma permite avaliar as campanhas de marketing vinculadas ao seu site.

O Analytics tem a vantagem de ter uma interface bastante intuitiva. Ele traz relatórios detalhados que informam sobre o que precisa ser melhorado para o sucesso de uma estratégia digital. A ferramenta também permite ter uma visão sobre as campanhas e ajuda a compreender quais segmentos podem dar mais retorno. Vamos ver como usar o Google Analytics?

Além de aprender mais sobre a ferramenta, neste conteúdo você também vai descobrir como criar relatórios a partir dela. É um recurso muito útil e que beneficia sua estratégia. Isso além de facilitar a análise e o reporte para gestores e gerentes que estão esperando por resultados! Continue lendo e, no final do artigo, confira as instruções para fazer uso dessa função de maneira completa e simplificada.

Nesse artigo, você irá encontrar:

Pesquise e aprenda sobre a plataforma

O primeiro passo para saber como usar o Google Analytics é conhecendo essa plataforma. Como ela oferece uma abordagem ampla às mensurações, é importante configurá-la da maneira correta. A dica é personalizá-la para que ofereça tudo aquilo que seu negócio precisa. Na internet há todo o material que você precisa para saber a melhor forma de adequá-la à estratégia de marketing do seu site.

Dominando todas as possibilidades da plataforma, o retorno é certeiro, porque além de ter domínio sobre os dados do site, você saberá quais táticas deve abandonar por não gerarem resultado. A configuração certa colocará o site nos trilhos rumo aos seus objetivos e compreender isso é essencial.

As dicas atuais devem ser aplicadas usando o Google Analytics com frequência, mas não é só delas que falaremos. Depois, prossiga com a leitura para conferir as duas soluções que vamos apresentar para aprimorar sua relação com a plataforma. Então você estará mais próximo dos resultados mais acertados.

Integre com o Google Webmaster Tools

Outra ferramenta essencial fornecida pelo Google é a Webmaster Tools. Ela mostra os links que apontam para o seu site, sua posição no ranking do buscador e o número de impressões para as pesquisas das suas palavras-chave. E o melhor de tudo é que você pode integrar sua conta do Analytics ao Webmaster Tools para poder aperfeiçoar seu site.

A plataforma do Analytics recebe, depois da vinculação, 3 novos relatórios: consultas, resumo geográfico e páginas. Através deles é possível ter dados sobre as taxas de cliques (CTR) das páginas e sobre as posições no ranking. Basta então aperfeiçoar para aumentar a taxa de conversão, baseado nos relatórios do mercado-alvo.

Configure seu funil de venda

O Analytics tem uma ferramenta interessante para acompanhar a navegação dos usuários, descobrir a taxa de abandono e saber se eles estão enfrentando algum problema com a usabilidade. Trata-se do funil de vendas, que permite acompanhar o caminho que o público faz através das páginas. Quando é configurado corretamente e alinhado às metas do Analytics, através do funil, o Analytics mostrará relatórios importantes para identificar abandonos. É possível rastrear cada parte do processo e saber em qual etapa o usuário resolve abandonar o site sem atingir sua meta, seja ela o preenchimento de um formulário, uma compra ou a solicitação de uma informação. Sabendo mensurar os resultados desse funil, será fácil para você saber como usar o Google Analytics em sua empresa e obter ótimos resultados.

Configure seu IP

É importante configurar o IP para ter resultados mais claros sobre a loja virtual ou o site. Por exemplo, quando uma empresa tem uma quantia de funcionários que entram com frequência no site, isso atrapalha a precisão dos dados relacionados às visitas de usuários. Isso também acontece quando o navegador é configurado para que abra a página do site da empresa assim que é iniciado.

Esse problema pode ser evitado ao configurar os filtros de acesso, como incluir o IP fixo da rede da empresa no cadastro. Assim, todos os relatórios excluirão os acessos daquele IP, evitando que as decisões tomadas sejam erradas devido à imprecisão dos dados.

Contabilize as suas conversões

A nossa última dica para você saber como usar o Google Analytics é essa: contabilize suas conversões. As conversões não são apenas o lucro obtido através de vendas, as metas da loja virtual também são tratadas como conversões. Dessa forma, é praticamente impossível se afirmar no mercado digital sem dar atenção para a contabilização das conversões. Esses dados são fundamentais para abandonar erros, aperfeiçoar acertos e, consequentemente, lucrar ainda mais.

Aprendendo Analytics

Você pode até já estar usando o Analytics, mas será que conhece realmente o contexto no qual ele está inserido? A ferramenta não está “solta”, mas sim dentro da plataforma Google Marketing. Essa é uma forma do próprio Google oferecer cursos e tutoriais sobre o Analytics e demais recursos pertinentes na área. Serve para quem está começando e ainda tem muito o que aprender, mas também para os mais experientes que precisam se atualizar constantemente.

De qualquer maneira, saber como usar o Analytics vai além de algumas dicas. Confira duas soluções para que você aprenda bem mais sobre o assunto!

Ateliê Digital

Como mencionamos, há outros recursos bem valiosos para o Marketing Digital. O Google sabe disso, tanto quanto sabe de sua importância na área. Por isso a empresa se propôs a ajudar os milhares de profissionais que estão se formando todos os anos com o Ateliê Digital.

Trata-se de uma plataforma gratuita com um curso voltado justamente para o Marketing Digital. A iniciativa começou em Portugal, onde há até cursos presenciais — mas os brasileiros já têm acesso à versão online, que também é bastante completa para o que se propõe. Desde estudantes até empreendedores que querem adentrar no mundo digital, são conhecimentos importantes nos dias de hoje.

Ao se cadastrar, você pode listar quais seus objetivos para receber os conteúdos mais adequados ao seu perfil. Assim, as videoaulas são personalizadas e não ocupam tanto tempo. Se quiser, porém, é possível completar o curso todo para então receber um certificado do Google. São cerca de 8 horas ao total, mas cada um pode fazer no seu próprio tempo.

Ah, e não são só aulas soltas. Além delas (que são legendadas, vale dizer), há também alguns exercícios para você testar o que aprendeu. Aproveite essa oportunidade e estude Marketing Digital, mesmo já usando o Google Analytics.

Google Primer

Se você achou o Ateliê Digital pouco, espere só até ver o Google Primer. Esse aplicativo, disponível para iOS e Android, oferece mais de 15 especializações nas áreas de Marketing Digital e Negócios!

O app é gratuito, assim como os cursos. Eles não conferem certificação, diferente do Ateliê, mas ainda assim são ótimos para o crescimento profissional. Além de abordar temas recorrentes no mercado de trabalho, ele o faz na palma da sua mão. A ideia de que todo esse conhecimento pode ser adquirido de um celular, acessório comum à praticamente todo mundo, é genial e bem prática.

Não é só leitura atrás de leitura, aliás. O Primer possui testes interativos para os usuários, dentro de uma série de tópicos que podem ser escolhidos por você de acordo com seus interesses ou necessidades. Para ser considerado que você conseguiu a especialização em algum dos tópicos, você deve ter completado 4 lições do mesmo tema.

Além do Analytics, outras especializações oferecidas pelo Google Primer incluem Marketing de Conteúdo, Marketing Digital, Mobile Marketing, Vídeo Marketing, Redes Sociais, Construção de Marca, Experiência do Usuário/Cliente, Empreendedorismo, Insights, Planejamento de Negócios e Vendas. Os conteúdos são atualizados com frequência, e a tendência é que cada vez mais tópicos sejam acrescentados.

[BÔNUS!] Como usar o Analytics para fazer relatórios

Se você está usando o Analytics para verificar como andam suas estratégias, está fazendo a escolha certa. Contudo, como essas informações estão chegando até você? Ou, pior ainda, como está chegando aos gestores do negócio, se você tiver superiores?

Todos vocês precisam de algo factual no qual se apoiar para realmente entender o que está acontecendo com a empresa e para elaborar mudanças ou novas abordagens. O site está crescendo, afinal? Quais tipos de conteúdo dão certo e quais não dão? O investimento está recebendo retorno? Se sim, de quanto? Se não, quando?

São muitas perguntas que podem ser respondidas com relatórios bem detalhados. Não fuja deles! Você estará usando o Google Analytics da mesma forma, mas levando as métricas para o papel (ou o digital, no caso). A ferramenta constrói alguns relatórios automaticamente, mas nem sempre eles correspondem ao que você precisa.

Confira algumas orientações para desenvolver seus relatórios a partir do Analytics e oferecer aos chefes ou aos clientes tudo que eles precisam.

- As 4 divisões de relatórios

Para analisar estratégias, você precisa dividir os relatórios pelo menos nesses quatro subtópicos. Identifique o público-alvo que está sendo estudado, anote os dados de aquisição em determinado período, o tipo de comportamento adotado pelo público (eles foram levados a isso?) ou veja como andam as conversões e de que maneira elas acontecem. São quatro relatórios diferentes, mas que se complementam.

- Tipos de relatórios

Dentro de cada divisão, há mais de um tipo de relatório. No público-alvo, por exemplo, existe a pesquisa interna, que percebe quais os produtos e serviços mais adquiridos ou quanto de engajamento cada tipo de conteúdo recebe. Na aquisição, o mais importante é o relatório de palavras-chave, que define quais delas estão sendo usadas para chegar até o destino.

Relatórios de comportamento podem incluir a taxa de navegação interna, para analisar quais páginas recebem mais atenção. Os relatórios de conversões são mais diretos, tratando-se normalmente de uma avaliação de vendas, mas você pode decidir o que é conversão em uma estratégia específica.

- Onde gerá-los

Para chegar aos relatórios usando o Analytics, é preciso usar os caminhos determinados para cada tipo de relatório. No caso das palavras-chave, por exemplo, você seguiria o caminho Aquisição -> Campanhas -> Palavras-chave orgânicas.

- Apresentando os dados

Com o relatório pronto, é hora de demonstrá-los aos superiores, sócios ou clientes. Depois de fazê-los, pode ser que você já esteja acostumado com os dados, mas muitas pessoas simplesmente não vão entender o que eles querem dizer. Portanto, procure uma forma de apresentar os relatórios com facilidade, didatismo e que não gere mais dúvidas do que podem ser respondidas.

Uma boa ideia é usar de elementos visuais, como gráficos ou imagens corporativas. Isso sempre torna a compreensão mais simplificada. Se quiser ser mais criativo, você pode apostar no storytelling — formule uma estrutura de começo, meio e fim e use-a para explicar o que está acontecendo aos demais. De uma forma ou de outra, a ideia é deixar a apresentação fluída e fácil até mesmo para quem nunca nem viu dados de métricas antes.

Quando preciso de um profissional?

Bastante coisa, certo? De fato, há muito a se descobrir sobre como usar o Analytics e mais ainda sobre Marketing Digital no geral. Em algum momento, pode ser uma boa ideia contratar um profissional que foque nesse tipo de ação.

Empreendimentos pequenos costumam agir sem ajuda por um tempo, mas inevitavelmente a colaboração de outros profissionais se torna obrigatória. É natural que você fique sem tempo! Além do mais, equipes especializadas no assunto conseguirão aprimorar ainda mais suas estratégias, mesmo que você esteja fazendo tudo certo.

A hora de contratar um profissional é bem individual, mas se você busca crescimento, isso é imprescindível. Considere também que não é sempre necessário contratá-los diretamente. Agências de marketing digital já fazem esse trabalho com qualidade e experiência, oferecendo pacotes de serviços que se adaptam a cada cliente. Só não deixe de profissionalizar o setor de marketing digital da sua empresa!

Essas dicas dadas aqui são básicas para que seu negócio cresça e seu lucro aumente exponencialmente. Por isso, não deixe de implementá-las. Quanto mais você focar nelas, mais habituado estará com a plataforma do Analytics e então compreenderá cada vez mais o seu público e seu mercado. Gostou do artigo? Para te ajudar ainda mais, baixe o nosso e-book gratuito 'Web Analytics na prática' e saiba como usar essa plataforma para o sucesso da sua empresa!

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019