Se você é responsável por uma empresa ou pelo marketing dela e já pensou em uma série de possibilidades para fazer com que o nome da sua organização e a qualidade dos serviços prestados alcancem outro nível, com certeza já se deparou com uma série de nomenclaturas que muitas vezes não consegue diferenciar ou saber da real eficácia.

Um dos meios mais utilizados para chegar até o seu público-alvo é sem dúvida alguma o e-mail, afinal, as pessoas podem até não estar 100% online, porém, hoje em dia, é difícil achar quem não acesse uma conta de e-mail pelos mais diversos motivos. Por isso, esse caminho é realmente poderoso. Mas, mesmo já definindo que essa será a ferramenta para chegar até quem você quer, ainda existe uma série de possibilidades.

Afinal, será que devemos investir em e-mail marketing ou newsletter? O e-mail marketing é um formato onde o foco é a aquisição (assinatura, download, compra etc), já a newsletter o foco é na retenção, ou seja, enquanto o e-mail marketing busca a venda ou promoção de um produto ou serviço, a newsletter busca o relacionamento através de boletins periódicos com conteúdo relevante.

Neste último caso, o grande desafio é garantir que as pessoas que você quer atingir realmente leiam o e-mail, por isso, a seguir vamos dar 10 dicas de como criar uma newsletter de sucesso.

Dica 1: A frequência de envio

É preciso ter uma frequência de envio para que o seu conteúdo se torne cada vez mais acessado e até esperado por aqueles que os recebem. Especialistas alertam que os excessos, tanto para mais como para menos, podem ser prejudiciais.

Algumas marcas têm newsletters diárias, mas esse é um hábito que pode ser cansativo para quem recebe o material. Já para quem demora muito, o perigo é o período todo de esquecimento. O ideal é testar, medir e chegar a periodicidade ideal para o seu público.

Dica 2: O quanto o assunto é importante

Essa é a hora de abusar da sua capacidade de ser criativo e também de se colocar no lugar do leitor. O assunto da sua newsletter é tão importante quanto o seu conteúdo, afinal, é o cartão de visita, o que todo mundo vê primeiro e ponto fundamental para decidir se deve ou não abrir aquele e-mail.

Pense, se você estiver na correria do seu dia a dia e se deparar com dois e-mails, um com o assunto "Nova publicação no site x" ou "As verdades sobre você que ninguém tem coragem de dizer", qual deles você tem mais predisposição a abrir? Especialistas apostam, baseados em números, na segunda opção.

Então a mesma disposição que você teve para criar o conteúdo, você também deve ter na hora de desenvolver um assunto para o seu e-mail.

Dica 3: Use o seu nome ou de um representante da empresa

Hoje em dia, qualquer pessoa que tenha e-mail é bombardeada com publicidade, seja ela legal ou por meio do incômodo SPAM. Por isso, se a sua newsletter estiver com o nome da marca, pode ser que ele seja apenas mais um no meio de tantos, indo muitas vezes direto para lixeira.

Então, que tal humanizar um pouco mais a comunicação com o seu público-alvo? Pense em uma estratégia e adicione o seu nome como remetente, ou até mesmo o nome do presidente da sua marca. Isso além de trazer uma sensação de aproximação, gera uma curiosidade maior por parte de quem recebe o e-mail.

Afinal, receber um e-mail em que o remetente é o Magazine Luiza é uma coisa e receber um e-mail da Luiza Helena Trajano é outra bem diferente, por exemplo.

Dica 4: Conte aos seus leitores onde conseguiu o e-mail deles

Tente personalizar ao máximo a sua newsletter, pois esse é um cuidado que realmente pode fazer a diferença para o sucesso ao alcançar os seus objetivos. Uma das formas de conseguir esses resultados que você tanto busca é evitando descadastramentos ou até mesmo que as pessoas considerem a sua newsletter como SPAM.

Por isso, ao enviar um e-mail deixe bem claro onde e como conseguiu aquele e-mail, pois muitas vezes os internautas não lembram de terem se cadastrado em algum site e serviços, por isso essa comunicação é bem importante.

Invista em algo bem simples como "Oi Cristina, você está recebendo a nossa newsletter pois se cadastrou em nosso site", por exemplo, o estilo depende do perfil da sua empresa e de seus leitores.

Dica 5: Tudo é moldável, por isso não tenha medo de testar

Apesar de ter uma série de indicativos de sucesso, desenvolver e enviar uma newsletter não é como uma receita de bolo em que existem quantidades certas que resultarão no que você deseja no final. Pelo contrário, o sucesso depende muito do perfil da sua marca, dos seus textos e também de como são as pessoas que vão receber esse material, por isso não tenha medo de testar.

Se está insatisfeito com os resultados ou quer aplicar mudanças e ver se elas são bem aceitas, vá aos poucos testando novos formatos de títulos, fontes, imagens, links e todas as outras possibilidades presentes em uma newsletter. Esses testes são muito positivos, desde que feitos de forma ponderada, com uma coisa de cada vez para que o seu trabalho não fique descaracterizado.

Dica 6: Cuidado com as imagens

As imagens são, sem dúvida, um recurso possível e que pode sim ser utilizado. Porém, é preciso ponderar sobre o seu uso que nunca deve ser excessivo, alguns especialistas recomendam que, inclusive, elas não sejam utilizadas.

Essa preocupação deve existir porque alguns provedores de e-mails acabam bloqueando esses conteúdos ou exigindo algumas confirmações para que se tenha acesso às imagens. Por isso, com o trabalho extra ou até mesmo com a impossibilidade em visualizar as imagens, além do seu trabalho ser desperdiçado, pode ser que a sua newsletter perca parte de sua eficiência em gerar cliques.

Por isso, mesmo com o dinamismo que o casamento entre texto e imagem oferece, muitas vezes é melhor apostar apenas nas palavras de forma criativa para que você conquiste melhores resultados.

Dica 7: Tenha um discurso agradável

Não é porque é uma ferramenta empresarial que precisa parecer um comunicado interno, cheio de formalidades e palavras complicadas de se entender. Pelo contrário, uma das coisas mais legais em uma newsletter é a possibilidade de investir em formas de redação diferentes.

É fundamental que a leitura do seu material seja um prazer, feita de maneira fácil. Por isso, invista em um discurso agradável, não falando apenas da marca, mas abrindo um canal de comunicação com o público e até mesmo possibilitando a reflexão.
Se você conseguir produzir um material assim, o mais provável é que as pessoas passem a esperar o seu periódico chegar em suas caixas de entrada sempre ao invés de considerá-lo mais um e-mail a ser apagado.

Dica 8: Todo mundo gosta de receber um agrado

E com certeza o seu público-alvo não é diferente, por isso, uma boa opção para fidelizar os seus leitores é oferecendo benefícios e brindes para aqueles que clicarem ou se envolverem de alguma forma com a sua marca, de acordo com o seu planejamento de marketing.

Não tenha medo de pensar em oferecer pequenos cursos, aulas dinâmicas, vídeos e acesso a e-Books, por exemplo. Isso além de mostrar preocupação em agradar, também vai gerar uma quantidade maior de cliques, além do reconhecimento de excelência da marca em diversos aspectos.

Até esse ponto pode ser testado, comece oferecendo um benefício e veja o resultado da ação na prática e depois vá testando outros modelos, até chegar a uma maior compreensão dos desejos e necessidades dos seus leitores.

Dica 9: A Call to Action e a importância da sua exposição

Você já sabe que a newsletter da sua organização precisa ter objetivos bem delineados e que, virtualmente, podem ser alcançados por cliques em determinadas páginas ou ações que já foram definidas previamente.

Sabendo disso, nada adianta a criação de um texto incrível se você deixa a sua call to action ou chamada para ação, em tradução livre, escondida ou exposta apenas no fim do texto.

Por isso, se você está falando sobre um determinado tema com a intenção de que o leitor se envolva por meio de um clique, não tenha medo de expor esse caminho para ele em partes diferentes do texto. Tenha em mente que em um mundo tão dinâmico, talvez o trabalho de rolar um e-mail até o final seja o fator predominante para que a sua empresa perca um clique precioso.

Dica 10: Mensurar é fundamental

Como em toda ação com meta e objetivos, a mensuração de resultados também é fundamental para quem desenvolve uma newsletter. Esses números não devem ser de forma alguma um fator que desmotive, pelo contrário, são eles que vão te ajudar a definir melhor o perfil do seu público-alvo.

Estude as suas métricas para descobrir os horários mais pertinentes para o envio, além dos temas e tipos de texto que mais fazem sucesso. Saber identificar e produzir conteúdos semelhantes aos temas que deram resultados favoráveis anteriormente, também são passos importantes no desenvolvimento das suas próximas newsletters.

Esse tipo de atenção é fundamental para definir as próximas ações e adequações que melhorarão o envolvimento das pessoas com a sua organização.

Agora que você já sabe como criar uma newsletter de sucesso com as nossas 10 dicas, que tal aplicá-las em seus periódicos? Aproveite e leia nosso artigo ‘Com qual frequência devo enviar minha newsletter?

Cadastre-se em nossa newsletter e veja como a Post Digital trabalha a sua newsletter.

André Cintra
André Cintra
André Cintra

Consultor, professor e palestrante com experiência em marketing digital e vendas. É CEO da Post Digital, agência de marketing digital fundada em 2010. Coordenou mais de 300 projetos personalizados para clientes nas áreas da saúde, educação, tecnologia, varejo e indústria. Ganhou o prêmio de Espada Ninja na Vitrine(Gold) no maior evento de marketing digital da América Latina, em 2019